Venezuela fará aporte para refinaria com Petrobras

Estatal venezuelana contribuirá com US$480 mi em Pernambuco
Em 2010, Venezuela investiu no projeto bem menos que o previsto inicialmente (Divulgação/Petrobras)
Em 2010, Venezuela investiu no projeto bem menos que o previsto inicialmente (Divulgação/Petrobras)
M
Marianna Párraga; Roberto SamoraPublicado em 16/01/2011 às 09:22.

Caracas - A estatal petrolífera da Venezuela, a PDVSA, dará em breve a sua esperada contribuição para a parceria que tem com a Petrobras em uma refinaria em construção em Pernambuco, disse na noite de sábado o ministro de Energia venezuelano, Rafael Ramírez. O aporte inicial seria enviado ao Brasil antes de fevereiro, acrescentou ele em entrevista a jornalistas. "Está tramitando (o empréstimo do BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), e nós vamos fazer nosso aporte de 480 milhões de dólares, que é o aporte inicial", disse ele.

A declaração foi feita depois de o ministro de Minas e Energia do Brasil, Edison Lobão, afirmar no início do mês que a Petrobras poderia construir a refinaria Abreu Lima sozinha, caso a Venezuela não cumprisse sua parte do acordo.

A PDVSA tem 40 por cento de participação no projeto da refinaria, que deverá produzir 230 mil barris por dia. O custo total da refinaria estimado pela PDVSA é de 12 bilhões de dólares.

Ramírez anunciou também que a PDVSA aumentará seus investimentos para 2011 em 4,3 por cento, para 12 bilhões de dólares. Em 2010, a estatal investiu 11,5 bilhões de dólares, bem menos do que o previsto inicialmente (16,4 bilhões de dólares). "Estimamos manter o nosso ritmo de investimento...", disse.