Quem é o brasileiro por trás dos filtros mais famosos do Instagram

O designer Jeferson Araújo já criou filtros que tiveram mais de 11 bilhões de visualizações
 (Divulgação/Divulgação)
(Divulgação/Divulgação)
A
André LopesPublicado em 15/07/2021 às 05:47.

O Instagram é, por princípio, a maior plataforma de compartilhamento de fotos e vídeos que existe. Com um detalhe: desde o início, a edição das imagens foi o trunfo que garantiu o sucesso da rede social. No início, os recursos se limitavam a melhorar o contraste e simular a aparência de fotos antigas.

Inovação abre um mundo de oportunidades para empresas dos mais variados setores. Veja como, no curso Inovação na Prática

Com o tempo, foram se sofisticando, até chegar a incluir elementos virtuais na cena, melhorar selfies e, em alguns casos, criar fantasias virtuais. Nesta última evolução tecnológica, a da realidade aumentada (RA), há um brasileiro que desenvolve os maiores hits, usados e desejados até por grandes marcas. Trata-se do designer Jeferson Araujo, o “rei dos filtros no Instagram”.

Os números são impressionantes. Angel, a criação mais popular do artista, chegou à marca de 11 bilhões de visua­lizações e 29,3 milhões de compartilhamentos. Por trás da grande audiência está uma carreira típica de criativos e inovadores.

Araujo se formou, mas não fez questão de buscar o diploma de arquitetura. Não à toa, pois poucos meses antes da conclusão do curso o gaúcho de 28 anos, morador de Santa Maria, viu seus efeitos de realidade aumentada para redes sociais cair na graça de famosos como ­Pabllo Vittar, Anitta e até Madonna.

Ele conta que encontrou a aptidão para a realidade aumentada em cursos de modelagem 3D. Com o interesse por memes, criou a receita do sucesso. 

Em maio passado, Araujo foi convidado para criar o filtro oficial para a divulgação do filme Cruella, uma das mais recentes produções da Disney, que estreou no final do mesmo mês.

A criação se valeu do visual em tons de preto e branco da personagem, e o lançamento foi no próprio perfil do artista, @jepharaujo, de mais de 1 milhão de seguidores.

“Nesse trabalho a Disney fez questão de que a divulgação começasse por mim, por entender que meus seguidores chegaram ali por gostarem dos efeitos”, disse. Outra empresa que se interessou por seu trabalho foi a Snap Inc., do app que inspirou a função stories do Instagram, com a qual fechou um contrato para desenvolver filtros exclusivos. 

Entre milhares de aplicações em realidade aumentada que existem no app pertencente ao Facebook é possível encontrar algumas capazes de gerar simulações que beiram operações plásticas virtuais.

Em alguns casos, sendo acusadas de não fazerem nada bem aos usuários, que passam a idealizar a nova aparência. Araujo garante tomar cuidados nessa área. “Não tenho a intenção de criar ilusões com uma imagem perfeita. É preciso ver a vida sem filtros. O interessante para mim é criar diversão e entretenimento, permitindo que as pessoas se sintam como personagens de filmes ou desenhos”, afirma.  

  • Não perca as últimas tendências do mercado de tecnologia. Assine a EXAME.

(Publicidade/Exame)