PME

São Paulo disponibiliza R$ 20 mi para projetos inovadores

O governador anunciou novas linhas de crédito para inovação e a criação da Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica

São Paulo: R$ 20 milhões para projetos com inovação (Creative Commons/Aurelízia Lemos/EXAME.com)

São Paulo: R$ 20 milhões para projetos com inovação (Creative Commons/Aurelízia Lemos/EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 16 de dezembro de 2010 às 15h49.

São Paulo – O governador de São Paulo Alberto Goldman anunciou hoje um novo edital do Fundo Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcet), que oferece financiamentos para estimular a inovação e o desenvolvimento tecnológico. O crédito com valor de até R$ 200 mil reais é destinado às empresas de pequeno porte que desenvolvam produtos e processos com inovações tecnológicas.

Só o Funcet deve oferecer até 10 milhões de reais em linhas de financiamento que contemplam máquinas, equipamentos, consultorias, laudos técnicos, certificações, análises laboratoriais e reformas. O dinheiro é emprestado com prazo de 36 meses para o pagamento, carência de 24 meses e taxa de juros de 6% ao ano.

Além disso, foi feito o credenciamento do estado no programa Juro Zero, da FINEP, que financia inovações tecnológicas em empresas pequenas com crédito de até 900 mil reais, juros zero e prazo de 100 parcelas para o pagamento. Dentro desse projeto serão ofertados mais 10 milhões de reais.

Rede de incubadoras
Ainda durante o anúncio oficial, que ocorreu no Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), foi criada a Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec), que será coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento do Estado.

A rede vai apoiar a criação e o desenvolvimento de novas empresas inovadoras em São Paulo. O programa vai credenciar incubadoras para organizar o fortalecimento dessas instituições de apoio e das próprias empresas.

Segundo o decreto publicado no Diário Oficial do Estado, para fazer parte da RPITec, os incubadoras precisam fazer a requisição na Secretaria de Desenvolvimento e cumprir alguns requisitos, como apoiar as empresas incubadas nas áreas de gestão tecnológica, empresarial e mercadológica. O credenciamento será renovado a cada dois anos.

Acompanhe tudo sobre:cidades-brasileirasCréditoIncubadorasInovaçãoMetrópoles globaisPequenas empresassao-paulo

Mais de PME

Mais na Exame