PME

Organizaí adquire Junte Cupons

Startup que trabalha com organização de cupons de compras coletivas adquire concorrente

Comércio eletrônico (Arquivo)

Comércio eletrônico (Arquivo)

DR

Da Redação

Publicado em 25 de outubro de 2011 às 16h42.

São Paulo - A startup Organizaí, que trabalha com organização de cupons de compras coletivas, acaba de adquirir o site Junte Cupons. A aquisição acontece em um ótimo momento para o setor, em que a previsão de faturamento para os sites de compra coletiva deve ultrapassar R$ 1 bilhão em 2011.

Com mais de 1.800 sites de compras coletivas no país, o número de cupons comprados que não são utilizados chega ao índice de 20%. Para atender essa demanda de mercado, os empreendedores André Fonseca e Bruno Andrade investiram R$ 70 mil no fim de 2010 para a criação do Organizaí, site que tem o propósito de organizar os cupons dos usuários de compras coletivas para que não percam o prazo para uso do produto ou serviço adquirido.

A recente compra do site Junte Cupons representa uma maior expressividade ao Organizaí. “A aquisição do Junte Cupons fortalece a marca Organizaí, aumenta nossa base de usuários e nos consolida como principal ferramenta para organizar a vida dos consumidores de compras coletivas”, considera Fonseca.

Para os empreendedores Roberto Júnior e Rodrigo Lopes, fundadores do Junte Cupons, a venda do negócio irá beneficiar os usuários.”Fomos procurados por algumas empresas do setor e consideramos que o Organizaí possui bastante sinergia com nossa proposta e será uma ótima casa para os nossos usuários”, afirma Roberto Júnior.

Com forte presença junto aos consumidores, o Organizaí se prepara para ampliar suas operações – a fim de oferecer serviços que atendam também aos sites de compras coletivas. “Nas próximas semanas, vamos anunciar um novo serviço de inteligência de mercado que promete aumentar o conhecimento que o gestor de um site de compras coletivas tem sobre o seu negócio e seus concorrentes. Seremos referência em soluções para atender tanto aos consumidores quanto aos sites de compras coletivas”, diz Lucca Mordente, gerente de produto do Organizaí.

Acompanhe tudo sobre:Compras coletivasFusões e AquisiçõesStartups

Mais de PME

Mais na Exame