Bloomberg cria fundo de US$ 75 mi para startups

O grupo de mídia está em busca de empresas inovadoras para investir

São Paulo – Seguindo a tendência do mercado, a Bloomberg anunciou a criação de um fundo de 75 milhões de dólares para investir em startups. O fundo Bloomberg Beta terá sede em São Francisco, nos Estados Unidos, e será liderado pelo ex-executivo do IGN e presidente da OUYA Roy Bahat. 

Apesar de ser relacionado com o conglomerado de mídia, o fundo deve atuar de forma independente. Segundo o site especializado em startups TechCrunch, nem todas as aquisições devem ser obrigatoriamente estratégicas para o negócio da Bloomberg. 

Startups de big-data, distribuição de conteúdo, novos modelos organizacionais e tecnologias de interação entre humanos e computadores estão no alvo da empresa. Até o momento, nove pequenas empresas já receberam recursos do fundo. 

Segundo o jornal The New York Times, a Codecademy, um site de tutoriais de códigos de programação, e o Newsle, que emite alertas sobre notícias de amigos, estão no portfólio. 

No começo do ano, o mesmo The New York Times havia anunciado a criação de uma incubadora para startups. O objetivo da iniciativa seria aproximar os empreendedores do jornal. Outros grupos de mídia como Conde Nast, Hearst Interactive Media e Time Warner também investem em startups. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.