Na B2W, 61% das vendas já vêm do marketplace

Aberto a pequenas e médias organizações, marketplace do grupo é responsável por mais da metade de suas vendas

Seis meses após o registro do primeiro caso de covid-19 no Brasil, a pandemia já coleciona clichês. Um deles é o “acelerado pela pandemia” — o que, de fato, ocorreu com uma série de tendências. Com os marketplaces não foi diferente.

Os ambientes digitais que agregam produtos de seus mantenedores e abre espaço de venda para PMEs é uma realidade há alguns anos no Brasil. Com o distanciamento social, a estratégia deixou de ser promissora para alçar o status de essencial.

Os avanços do e-commerce na pandemia foram tema de reportagem publicada na atual edição da revista Exame.

Um dos destaques do mercado, a B2W, começou a expandir a plataforma em 2017. “Hoje, o marketplace representa mais da metade das vendas do grupo”, diz Jean Lessa, diretor da B2W Digital.

Segundo o executivo, o volume de vendas do marketplace era de 28,9% em 2017, e chegou 61,2% no recém-fechado segundo trimestre de 2020. O número é superior à projeção de quanto marketplaces devem contribuir no total de transações online neste ano: cerca de 45%. “A velocidade de expansão do market­place indica o potencial da plataforma para pequenas e médias empresas”, diz Maurício Salvador, presidente da ABComm.

O resultado da B2W é reflexo de números superlativos: entre abril e junho, a empresa cadastrou mais de 45 mil lojistas na plataforma, aumentando o sortimento dos sites em 226% na comparação com o mesmo período em 2019, totalizando quase 40 milhões de itens distribuídos por mais de 40 categorias.

Os bons ventos, é claro, têm o apoio das PMEs, ao mesmo tempo que as impactam. Em um período quando, por mais que as lojas abram, o consumidor tem insegurança em ir às ruas, o espaço em uma plataforma digital é uma forma de manter – ou até aumentar – o ritmo de vendas.

Atração de empreendedores

Em um mercado concorrido, com diversos atores, as empresas investem em algumas vantagens para atrair e reter as PMEs.

Neste sentido, a plataforma da B2W oferece, além do espaço para venda, serviços de logística e crédito, além de treinamentos e palestras gratuitas. A ideia é que o lojista alcance melhores resultados com o uso do marketplace.

O sistema também permite a emissão de notas fiscais integrada a outros pontos da gestão de vendas, como as etiquetas para postagem.

Inovação

A entrada feroz das PMEs no mundo digital é um exemplo de inovação rápida, sob a pressão da crise. Aprender diferentes maneira de inovar é essencial para a sobrevivência de um negócio.

Por isso, a EXAME Academy, nosso braço de soluções educacionais, oferece o curso Inovação na Prática, ministrado por fundadores da ACE Startups. É um programa ágil – como as empresas devem ser – e cobre temas como design organizacional e o pensamento de investidor. As inscrições estão abertas.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.