• AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
  • AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
Abra sua conta no BTG

50 startups: Salvus leva o hospital para a sua casa e quer crescer 400% em 2021

No começo de 2021, a empresa tem mais de 10 mil profissionais de saúde na plataforma. O objetivo é expandir em todo o Brasil
 (Divulgação/Salvus)
(Divulgação/Salvus)
Por Luísa GranatoPublicado em 25/02/2021 17:03 | Última atualização em 26/02/2021 12:29Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Esta reportagem faz parte da série "50 startups que mudam o Brasil", publicada na EXAME. Conheça as demais empresas selecionadas 

A saúde privada no Brasil convive com uma das inflações médicas mais elevadas do mundo — em média, quatro vezes acima da oficial. 

Pensando em ajudar planos de saúde a ganhar eficiência e, de quebra, melhorar o serviço aos clientes, os pernambucanos Maristone Gomes, Caio Cesar e Rayanne Santana criaram em 2015 a Salvus, uma startup de Recife de sistemas para monitorar insumos hospitalares em leitos domiciliares. 

“Sou da área de computação e comecei a ficar indignado ao consumir produtos da saúde e ver os problemas do setor“, diz Gomes. Numa plataforma, famílias e profissionais de saúde podem monitorar suprimentos, como o oxigênio, e acompanhar a evolução clínica do paciente. 

Hoje, a Salvus gere 3.000 leitos domésticos em 18 estados. Para 2021, a meta é quintuplicar a receita. O CEO explica o processo como se um hospital fosse pulverizado e cada leito, com todo o equipamento e acesso a funcionários, fosse levado para as mais de 3 mil residências.

A startup de Recife criou produtos de IOT para monitorar suprimentos hospitalares, logística e o consumo de oxigênio para leitos na casa dos pacientes. Com uma plataforma integrada, as famílias e os profissionais de saúde conseguem acompanhar a evolução do paciente, com exames e histórico disponíveis no mesmo lugar.

No começo de 2021, a empresa tem mais de 10 mil profissionais de saúde na plataforma. O objetivo é chegar em todos os estados e crescer 400% nesse ano. 

O sistema para monitoramento de consumo oxigênio foi aprovado e está pronto para a produção em larga escala. Em abril, serão 1.500 unidades que já estão com a demanda totalmente encaminhada. Depois da primeira leva, eles terão a capacidade de produzir cinco mil unidades por mês.