PME

5 dicas para vender mais e melhor

Criar um vínculo com o cliente e investir em um atendimento personalizado são ações para melhorar as vendas da sua empresa

Vendas (Dreamstime.com)

Vendas (Dreamstime.com)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 11 de janeiro de 2012 às 05h00.

Última atualização em 11 de setembro de 2023 às 15h36.

São Paulo – Vender é uma das atividades mais importantes para as empresas. Mesmo que o empreendedor não seja um vendedor nato, é possível se dar bem nesta área. O primeiro passo é formar uma boa equipe de vendas, que responde ao dono da pequena empresa.

Em seguida, invista em treinamento de vendas e do portfólio de produtos do seu negócio. “O empreendedor precisa mostrar que conhece e confia no que vende e passar isso para os outros”, diz Luiz Cláudio Gomes, especialista em vendas.

Quando os vendedores conhecem bem o estoque e os tipos de produtos oferecidos, fica mais fácil atender com sucesso a expectativa dos clientes. Veja a seguir cinco dicas preciosas para vender mais e melhor.

1. Crie um vínculo

Para vender mais e melhor, é preciso gostar de lidar com o cliente e entender as necessidades dele. “A venda deve ser uma parceria com o cliente”, diz o especialista. Não precisa nem falar da importância do bom atendimento, aquele que é educado, cordial e bem feito. “Precisa criar um vínculo com o cliente e isso parte da comunicação certa”, diz Gomes.

Entenda o cliente e como ele se comunica para criar este vínculo. “Isso cria identificação e credibilidade.” A ideia não é copiar a forma como o cliente fala, mas acompanhar seu ritmo. Se a pessoa chega falando baixo, por exemplo, o vendedor muito expansivo pode fazê-la se sentir desconfortável.

2. Não minta

Este também já é um mandamento das vendas. Mentir para o cliente pode ser fatal não só para aquela venda, mas para o negócio. O vendedor ideal não é aquele que falsamente elogia o cliente na porta do provador de roupas, dizendo que a peça ficou excelente quando ela mal serviu. “Tem gente que acha que mentir ajuda a vender mais. Isso é um erro”, ressalta o especialista.


3. Personalize o atendimento

Quem trabalha com um fluxo grande de clientes, como uma lanchonete de fast-food, tem mais dificuldade em personalizar o atendimento. Segundo o especialista, o mínimo é tentar lembrar o nome do cliente. Se ele vai ao seu estabelecimento todos os dias para almoçar, é possível fazer um esforço para se lembrar do pedido ou do nome dele. “É importante porque mostra a atenção que é dada ao cliente”, diz.

4. O cliente tem razão – sempre

Um dos pilares do atendimento eficiente é acompanhar o ritmo do cliente e evitar discordar dele. “É possível não concordar sem bater de frente”, afirma o especialista. Quando o cliente entra na loja dizendo que não gosta de uma marca específica, por exemplo, o vendedor não precisa concordar. “Basta dizer que outras pessoas também não gostam, mas que existem outras opções que podem agradá-lo.”

5. Fidelize o consumidor

Vender melhor inclui fidelizar o consumidor e convencê-lo a voltar. Uma das formas de fazer isso é ter o estoque pronto para atender a demanda. “O cliente volta quando encontra o que procurava”, explica. O próximo passo para conquistar o seu público é investir em um atendimento impecável. Peça ao gerente para abordar os clientes e pedir opinião e sugestão sobre o vendedor e sobre sua experiência de compra. Tão importante quanto a própria venda é o acompanhamento no pós-venda. “Telefone ou mande um e-mail para saber se o produto atendeu as expectativas”, sugere.

Acompanhe tudo sobre:EmpreendedoresPequenas empresasVendas

Mais de PME

Mais na Exame