Acompanhe:

4 aceleradoras e incubadoras buscam startups

Incubadora e aceleradoras abrem editais para oferecer investimento e suporte a startups

Modo escuro

Continua após a publicidade
Jovens estudando (Getty Images)

Jovens estudando (Getty Images)

P
Priscila Zuini

Publicado em 25 de janeiro de 2014 às, 07h00.

São Paulo – Aceleradoras e incubadoras são formas de conseguir fazer o negócio de uma startup decolar. Nestes locais, os empreendedores recebem investimento e todo o suporte para que a operação dê certo. Além disso, têm acesso a investidores, networking e parcerias que podem dar um impulso essencial para a empresa.

O acesso a estas instituições costuma ser por meio de editais e processos seletivos. Veja quatro editais abertos e as características de cada um.

1. Aceleradora de Campinas

A aceleradora, que nasceu de uma parceria entre a prefeitura de Campinas e o Núcleo Softex Campinas, procura dez startups para seu programa de aceleração. As empresas devem ser de base tecnológica e as inscrições são feitas online até o dia 17 de fevereiro. A lista de aprovadas será divulgada em 10 de março. 

A empresa precisa estar instalada em Campinas ou montar sua sede na cidade antes do início da aceleração. O programa completo dura seis meses.

2. WOW

A aceleradora WOW, que busca startups no sul do país, tem um portfolio próprio de investidores. Este é o segundo ciclo de investimentos e projetos de várias áreas, que tenham abordagem inovadora e potencial de crescimento podem se inscrever.

Cinco empresas serão selecionadas para receber entre 50 mil e 150 mil reais e toda infraestrutura para funcionar. As inscrições podem ser feitas pelo site da aceleradora até o dia 31 de janeiro.


3. SEED

O SEED (Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development) é um programa de aceleração comandado pelo Governo de Minas Gerais. Esta será a segunda rodada de seleção e 40 startups serão escolhidas para o programa de seis meses. O prazo de inscrições vai até 3 de fevereiro. 

O programa oferece investimento de até 80 mil reais, mentoria, cursos e espaço de coworking aos empreendedores escolhidos. Os negócios devem ter entre dois e três integrantes com mais de 18 anos e disponibilidade de residir em Belo Horizonte.

4. InNova

A Incubadora Tecnológica de Santo André vai selecionar 35 projetos inovadores para desenvolver. Em uma primeira etapa intensiva, as startups participam de uma pré-incubação e 15 projetos serão incubados de fato.

As áreas de interesse são novos materiais, meio ambiente, instrumentação, tecnologia da informação, química, petroquímica e plástico, tecnologia automotiva/processos, mecatrônica, serviços tecnológicos, design, alternativas energéticas, biotecnologia e tecnologia assistiva e softwares especiais. As inscrições também são online e estão abertas até o final de abril.

Últimas Notícias

Ver mais
Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo
seloNegócios

Como uma empresa faz R$ 160 milhões levando pessoas ao trabalho — sem ter sequer um veículo

Há um dia

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife
seloNegócios

“Estou muito interessado em oportunidades no Brasil”, diz Victor Lazarte, fundador da Wildlife

Há 2 dias

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina
seloNegócios

"Eu estou mais otimista do que há um ano", afirma Alex Szapiro, líder do SoftBank na América Latina

Há 3 dias

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração
ESG

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais