Os países onde há mais mulheres nos conselhos das empresas

A Noruega possui a maior representação feminina no alto escalão das companhias, de 33,5%

São Paulo - Apesar dos avanços, as mulheres ainda têm muito espaço a conquistar dentro das empresas.

Segundo um levantamento divulgado nesta semana pela organização sem fins lucrativos Catalyst, a Noruega possui a maior representação feminina nos conselhos de administração  e ela é de apenas 33,5%.

Pioneiro em iniciativas para ampliar a diversidade de gênero no ambiente corporativo, o país escandinavo ainda não consegue cumprir a cota de 40%, exigida por lei desde 2008.

O "censo" foi elaborado em parceria com a consultoria Data Morphosis Group (DMG) e abrange dados de companhias listadas em bolsas de 20 países da América do Norte, Ásia Pacífico e Europa. As informações foram coletadas em outubro do ano passado.

Na segunda posição entre os locais que mais têm executivas no alto escalão das empresas vem a Finlândia, com 29,9%, seguida pela França, com 29,7%. Assim como na Noruega, em ambos os países a legislação prevê medidas para diminuir a lacuna entre homens e mulheres nos conselhos.

Na França, será exigida uma cota de 40% a partir de 2017. A mesma regra já está em vigor na Finlândia, mas apenas para empresas estatais.

Suécia, Bélgica e Reino Unido, que aparecem na sequência, também têm regulações neste sentido.

Pesquisas indicam que mulheres no comando ajudam as empresas a crescerem mais.

"Companhias que não tratam a diversidade nos conselhos como prioridade deveriam ficar envergonhadas", diz Deborah Gillis, presidente da Catalyst, em nota. "Líderes inteligentes sabem que eles podem encabeçar um movimento de impacto profundo e duradouro ou ser deixados para trás."

O estudo não englobou a América Latina. Entretanto, dados do DMG, atualizados em maio de 2014, apontam que a participação feminina nos conselhos no Brasil é só de 5,3%. No subcontinente, ela chega a 5,8%.

Na tabela, confira o levantamento completo.

País Participação feminina nos conselhos
Noruega 35,5%
Finlândia 29,9%
França 29,7%
Suécia 28,8%
Bélgica 23,4%
Reino Unido 22,8%
Dinamarca 21,9%
Holanda 21%
Canadá 20,8%
Austrália 19,9%
Estados Unidos 19,2%
Alemanha 18,5%
Espanha 18,2%
Suíça 17%
Áustria 13%
Irlanda 10,3%
Hong Kong 10,2%
Índia 9,5%
Portugal 7,9%
Japão 3,1%

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.