Negócios

CSN vende Metalic para empresa suíça por US$ 98 mi

CSN fechou contrato para vender a fabricante de latas Metalic para a suíça Can-Pack por US$ 98 milhões


	Latas: venda de empresa faz parte de projeto da CSN para se desfazer de ativos e reduzir dívida
 (nyxmedia/Thinkstock)

Latas: venda de empresa faz parte de projeto da CSN para se desfazer de ativos e reduzir dívida (nyxmedia/Thinkstock)

DR

Da Redação

Publicado em 24 de agosto de 2016 às 10h39.

São Paulo - A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) informa que concluiu a negociação e assinou um contrato de compra e venda de ações com a polonesa Can-Pack S.A., para a venda de 100% das ações de emissão de sua controlada Cia. Metalic do Nordeste (Metalic).

O valor base da transação, sujeito a ajustes previstos no contrato, é de US$ 98 milhões, e deverá ser pago em reais, conforme taxa de câmbio da data de fechamento da transação, à vista.

Conforme antecipou o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, na última semana, a fabricante de latas deveria ser o primeiro desinvestimento da CSN dentro do processo para reduzir seu elevado endividamento.

A empresa encerrou o segundo trimestre de 2016 com uma dívida líquida ajustada de R$ 25,873 bilhões, aumento de 25% em um ano queda de 3% ante o observado no trimestre imediatamente anterior.

Em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a CSN informa que o fechamento da transação está previsto para 30 de setembro de 2016, sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes estabelecidas no contrato, o que é comum neste tipo de operação.

A Can-Pack, segundo a CSN, é uma das maiores fabricantes de embalagens metálicas do mundo, fundada em 1992 na Polônia e fornece soluções para as indústrias de bebidas, alimentos e produtos químicos na Europa, Ásia e África.

A CSN informa ainda que contou com a assessoria financeira do Bradesco BBI e do BB Banco de Investimento para a venda da Metalic.

Acompanhe tudo sobre:CSNDívidas empresariaisEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasFusões e AquisiçõesSiderurgiaSiderurgia e metalurgiaSiderúrgicas

Mais de Negócios

Após crise de R$ 5,7 bi, incorporadora PDG trabalha para restaurar confiança do cliente e do mercado

Após anúncio de parceria com Aliexpress, Magalu quer trazer mais produtos dos Estados Unidos

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Como um adolescente de 17 anos transformou um empréstimo de US$ 1 mil em uma franquia bilionária

Mais na Exame