Condado Parque: Faria Lima ganha espaço de coworking a céu aberto

O ambiente está localizado em um futuro empreendimento da Housi, e mesmo depois da finalização das obras, o espaço de trabalho deve permanecer na calçada

A Housi, empresa de aluguel de imóveis, acaba de lançar uma área de convivência e trabalho na avenida Faria Lima, em São Paulo. Com mesas, redes e pufes, o espaço é pensado para ser uma opção agradável para o home office, além do trabalho dentro de casa. 

No Condado Parque, nome em homenagem à forma como o mercado financeiro chama a região, as mesas contam com tomadas e wif e há espaço para cerca de 30 pessoas. Há uma pequena praça para deixar cachorros, uma área para foodtruck e área para a prática de atividades físicas, como yoga e ginástica laboral. “A ideia é oferecer esses espaços para cidade, porque a moradia vai muito além de um apartamento”, diz Roberta Faria, diretora de branding da Housi.

Outro símbolo do mercado financeiro no espaço é a escultura de touro rosa, a cor da Housi, uma referência ao animal de bronze em Wall Street, Nova York, principal centro financeiro do mundo. 

O ambiente está localizado em um futuro empreendimento da Housi, em obras e com entrega prevista para dezembro. Mesmo depois da finalização das obras, o espaço de trabalho deve permanecer na calçada. 

O modelo pode ser aplicado em outros prédios gerenciados pela startup, que nasceu em 2019 como um braço da incorporadora Vitacon. Um exemplo é o empreendimento localizado na rua Bela Cintra, também em São Paulo, que possui um café, mini mercado e áreas para trabalhar. Este, no entanto, é o primeiro espaço criado ao ar livre. “Queremos dar mais vida à área da Faria Lima, para que as pessoas usem o espaço público como área de trabalho, além da casa ou do escritório”, afirma a diretora.

 (Housi/Divulgação)

Expansão na quarentena

A Housi protocolou no dia 1° de setembro um pedido de abertura de capital na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A empresa, presidida pelo empresário Alexandre Frankel, quer captar fazer uma oferta primária e secundária de ações, captando recursos com a venda de novas ações e de papéis já existentes. O Credit Suisse coordena a oferta junto com Bank of America Merrill Lynch, UBS, Citigroup e Banco Safra.

O objetivo da companhia com a abertura de capital é levantar dinheiro para expandir o negócio. A startup, que iniciou suas operações em São Paulo, recentemente anunciou que estaria expandindo sua operação para o Rio de Janeiro e prevê entrar em capitais como Recife, Fortaleza, Curitiba, Porto Alegre e Goiânia. A startup planeja também comprar mais terrenos para a construção de empreendimentos próprios. Hoje, ela possui 92 unidades próprias operando e mais de 4.300 em desenvolvimento.

Durante a pandemia, a Housi precisou se reinventar: 20% dos contratos foram cancelados. Por isso, a startup passou a focar em estadias de longo prazo, hoje responsável por mais de 80% das reservas. Com isso, seu faturamento cresceu 50% em relação ao ano passado. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.