Trump nega tensão com agências de inteligência em visita à CIA

"Estou com vocês 1.000%", disse Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tentou neste sábado se reconciliar com a agência de inteligência CIA, ao fazer uma visita à sua sede e garantir aos funcionários que ele está ao seu lado.

"Estou com vocês 1.000%", disse Trump. "Amo e respeito vocês", insistiu o novo presidente americano, de pé diante da famosa parede da CIA onde estão gravadas as estrelas que representam agentes mortos em serviço.

Em seu primeiro ato oficial como presidente, assegurou que "não há ninguém que tenha sentimentos mais fortes sobre a comunidade de inteligência e da CIA que Donald Trump. Não há".

Como fez na campanha eleitoral, Trump voltou a atacar os meios de comunicação e afirmou que os jornalistas que escrevem sobre ele "são algumas das pessoas mais desonestas que existem na Terra".

A imprensa "fez parecer que eu tenho um problema com a comunidade de inteligência. E só quero que saibam que vocês são a primeira visita que eu faço, é exatamente o oposto" da versão das tensões, disse Trump.

As relações entre Trump e a comunidade de inteligência se tensionaram imediatamente após a eleição presidencial de novembro, enquanto várias dessas agências indicaram que a Rússia havia interferido na campanha para ajudar o magnata.

Essa tensão, no entanto, se transformou em uma aberta hostilidade depois que vazaram para a imprensa supostos documentos de inteligência que sugerem que a Rúsia poderia chantagear Trump, por possuir vídeos de festas do milionário com a participação de prostitutas.

Trump chegou a sugerir que a própria inteligência americana teria vazado esses documentos à imprensa, e em resposta o diretor da CIA, John Brennan, disse a uma rede nacional de televisão que o presidente deveria ser mais "disciplinado" com suas palavras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.