Acompanhe:

Suspeitos de ataque ao MH17 devem ser julgados na Holanda

Decisão partiu dos especialistas da equipe de investigação sobre o acidente, que conta com representantes da Austrália, Bélgica, Malásia, Holanda e Ucrânia

Modo escuro

Continua após a publicidade
Acidente com o voo MH17: especialistas preveem pedir ao Conselho de Segurança da ONU que os responsáveis prestem contas pelo ocorrido (Reuters/Reuters)

Acidente com o voo MH17: especialistas preveem pedir ao Conselho de Segurança da ONU que os responsáveis prestem contas pelo ocorrido (Reuters/Reuters)

E
EFE

Publicado em 5 de julho de 2017 às, 09h46.

Bruxelas - Os supostos responsáveis pelo ataque ao avião da Malaysia Airlines que fazia o voo MH17 e que caiu em julho de 2014 por um míssil disparado desde uma zona da Ucrânia controlada por rebeldes pró-russos poderão ser julgado na Holanda, informou nesta quarta-feira o ministro de Relações Exteriores holandês, Bert Koenders.

Os especialistas da equipe conjunta de investigação sobre o acidente (na qual participam Austrália, Bélgica, Malásia, Holanda e Ucrânia) decidiram que os eventuais envolvidos na queda "deveriam ser julgados na Holanda", disse o ministro em um comunicado divulgado no site governamental.

Além disso, os especialistas preveem pedir ao Conselho de Segurança da ONU que os responsáveis prestem contas pelo ocorrido, segundo o ministro holandês.

Apesar de haver suspeitos, ninguém foi até agora acusado e há dúvidas de se seria possível pedir à extradição desde a Ucrânia ou Rússia contra a vontade de ambos países, informou hoje a televisão holandesa "NOS".

O mesmo meio precisou, não obstante, assegurou que os países que fazem parte da equipe de investigação deveriam chegar a um acordo sobre os custos políticos e financeiros do processo.

A investigação preliminar da equipe conjunta concluiu que o avião foi derrubado desde a Ucrânia por um míssil de fabricação russa.

Dos 298 passageiros mortos no acidente, 196 pessoas eram cidadãos holandeses.

Últimas Notícias

Ver mais
Ministro russo promete resposta 'simétrica' caso EUA decidam usar ativos para financiar a Ucrânia
Mundo

Ministro russo promete resposta 'simétrica' caso EUA decidam usar ativos para financiar a Ucrânia

Há 15 horas

Comissão de Segurança do Senado realiza audiência secreta para discutir incidente em Mossoró
Brasil

Comissão de Segurança do Senado realiza audiência secreta para discutir incidente em Mossoró

Há 19 horas

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas
Mundo

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas

Há um dia

Bolsonaro presta depoimento na PF sobre importunação à baleia nesta terça-feira
Brasil

Bolsonaro presta depoimento na PF sobre importunação à baleia nesta terça-feira

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais