Saída de Nikki Haley teria sido motivada por desentendimento com Trump

Nikki permanece no cargo até o final do ano e o nome que irá sucedê-la deve ser anunciado em até três semanas

A embaixadora dos Estados Unidos na Organização das Nações Unidas (ONU) , Nikki Haley, pediu demissão hoje (9) do cargo e há informações de que ela e o presidente norte-americano, Donald Trump, se desentenderam.

De acordo com Trump, Nikki permanece no cargo até o final do ano e o nome que irá sucedê-la deve ser anunciado em até três semanas.

 

Desentendimentos

Nikki reconheceu que teve alguns desacordos políticos com Trump em um artigo de opinião publicado no jornal The Washington Post no mês passado. Na peça, ela criticou um funcionário anônimo do alto escalão que descreveu para o The New York Times um governo caótico e alertou que os auxiliares da Casa Branca não concordavam com Trump em muitas questões.

"Não estou de acordo com o presidente em tudo", escreveu Nikki. "Quando há desacordo, há uma maneira correta e uma maneira incorreta de abordá-lo. Eu pego o telefone e ligo, ou então me reúno com ele pessoalmente."

Nikki Halley

Trump confirmou a demissão de Nikki Haley. "Ela fez um trabalho fantástico. Fizemos um trabalho fantástico juntos." A embaixadora foi um dos principais nomes do atual governo e se transformou em uma eficiente executora das políticas do presidente Trump.

Ela não hesitou em transmitir algumas das polêmicas palavras do presidente americano contra Irã, Coreia do Norte, Venezuela e, inclusive, a própria instituição, a qual chegou a acusar de não ser justa com Israel. Ao anunciar a saída dos EUA do Conselho de Direitos Humanos da ONU, Nikki chamou a entidade de "hipócrita".

Ex-governadora do estado da Carolina do Sul, Nikki Haley era uma das figuras mais experientes do atual governo, do qual passou a fazer parte quatro dias depois de Trump chegar à Casa Branca.

Apesar de seu passado político, Nikki hoje descartou concorrer à Presidência da República nas eleições de 2020 e afirmou que, de fato, sua intenção é apoiar a candidatura de Trump quando chegar o momento.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.