Primeiro-ministro do Iraque declara luto nacional por Soleimani e Muhandis

A milícia iraquiana Kataib Hezbollah alertou que forças de segurança do Iraque se afastassem de bases americanas no país

Bagdá — O primeiro ministro iraquiano, Adel Abdul Mahdi, declarou neste sábado (4), três dias de luto nacional pelo comandante militar iraniano Qassem Soleimani, pelo líder de milícias iraquiano Abu Mahdi al-Muhandis e outros mortos num ataque aéreo dos EUA.

“O primeiro-ministro e o comandante-em-chefe Adel Abdul Mahdi ordena luto nacional pelas almas dos mártires durante três dias a partir de sábado”, disse seu gabinete, em comunicado.

A milícia iraquiana Kataib Hezbollah alertou que forças de segurança do Iraque se afastassem de bases americanas no país, segundo a emissora de televisão al-Mayadeen.

“Forças de segurança precisam ficar afastadas de bases americanas por pelo menos mil metros, a partir da noite de domingo”, teria dito a milícia, de acordo com a al-Mayadeen.

Suporte a Exame, por favor desabilite seu Adblock.