Mundo

Primeiro casal do mesmo sexo se casa na Suíça

O matrimônio igualitário foi aprovado em um referendo, celebrado a menos de um ano

Casamento LGBT: Laure (à esq.) e Aline se beijam após a cerimônia em Genebra, na Suíça (AFP/AFP Photo)

Casamento LGBT: Laure (à esq.) e Aline se beijam após a cerimônia em Genebra, na Suíça (AFP/AFP Photo)

A

AFP

Publicado em 1 de julho de 2022 às 14h21.

Última atualização em 1 de julho de 2022 às 14h26.

A Suíça celebrou nesta sexta-feira, 1º, o primeiro casamento entre pessoas do mesmo sexo. O matrimônio igualitário foi aprovado em um referendo, celebrado a menos de um ano.

O país alpino alinhou-se com a maioria dos Estados da Europa Ocidental, por um caminho aberto pela Holanda em 2001.

Aline e Laure, de 46 e 45 anos, foram um dos primeiros casais a dizer "aceito" diante de seus familiares e amigos.

LEIA TAMBÉM: Conheça a trajetória de líderes que espelham e estimulam a diversidade

"Tenho o prazer de anunciar que estão oficialmente casadas", disse a prefeita de Genebra, Maria Barbey-Chappuis, que liderou a cerimônia pessoalmente.

"Já era tempo do casamento ser perfeitamente igualitário na Suíça", acrescentou a prefeita na declaração feita à AFP.

No referendo realizado em setembro, os suíços deram um enfático "sim" a favor do casamento entre pessoas mesmo sexo. Foi infligida uma derrota esmagadora a seus oponentes, que classificavam a união como uma ameaça para o bem-estar das crianças.

O sim recebeu 64,1% dos votos e prevaleceu em todos os cantões do país, inclusive nos mais conservadores.

A Suíça descriminou a homossexualidade até 1942.

Antes de sexta-feira, os casais do mesmo sexo só eram permitidos a registrar uma união civil. No entanto, esse status não inclui os mesmos direitos do casamento, como a cidadania e adoção conjunta de crianças.

Os casais do mesmo sexo agora podem casar-se em cerimônias civis e desfrutar dos mesmos direitos que outros casais casados.

(AFP)

LEIA TAMBÉM: Por que alguns países usam o Estado para reforçar a homofobia

Acompanhe tudo sobre:CasamentoDiversidadeLGBTMulheresSuíça

Mais de Mundo

Por que Putin gosta de viajar em aviões russos antigos?

Novas pesquisas preveem vitória trabalhista histórica nas eleições britânicas

Líder do Hezbollah diz que 'nenhum lugar' de Israel estará a salvo em caso de guerra

Governo Milei nega 'pacto de impunidade' com Bolsonaro por foragidos do 8 de janeiro

Mais na Exame