Mundo
Acompanhe:

Presidente do Partido Conservador é investigado por dívida no Reino Unido

"Para que eu pudesse focar na minha vida de servidor público, optei por resolver a questão e pagar o que eles disseram que era devido, o que era o certo a fazer", disse ele em comunicado

Reino Unido: Sunak assumiu o cargo de líder do Reino Unido em outubro (AFP/AFP Photo)

Reino Unido: Sunak assumiu o cargo de líder do Reino Unido em outubro (AFP/AFP Photo)

E
Estadão Conteúdo

23 de janeiro de 2023, 18h38

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, abriu uma investigação nesta segunda-feira sobre as alegações de que o presidente do Partido Conservador pagou uma dívida multimilionária de impostos não pagos enquanto estava no comando do Tesouro do país.

O presidente do partido, Nadhim Zahawi, reconheceu uma disputa com as autoridades fiscais sobre as ações da YouGov, uma empresa de pesquisas que ele cofundou. Mas ele disse que o erro foi "descuidado e não deliberado".

"Para que eu pudesse focar na minha vida de servidor público, optei por resolver a questão e pagar o que eles disseram que era devido, o que era o certo a fazer", disse ele em comunicado.

A BBC e outros meios de comunicação britânicos relataram que a conta de impostos, incluindo uma multa, chegou a quase £ 5 milhões (US$ 6,2 milhões). Eles dizem que o projeto foi resolvido quando Zahawi era chefe do Tesouro entre julho e setembro, durante as últimas semanas do mandato do ex-primeiro-ministro Boris Johnson.

Sunak disse nesta segunda que pediu a seu consultor de padrões, Laurie Magnus, "para investigar o assunto completamente e estabelecer todos os fatos e me aconselhar sobre a conformidade de Nadhim Zahawi com o código ministerial".

Angela Rayner, vice-líder do Partido Trabalhista da oposição, disse que a investigação dos padrões foi uma "tentativa patética de passar a responsabilidade" da parte de Sunak.

Sunak assumiu o cargo de líder do Reino Unido em outubro, prometendo "integridade, profissionalismo e responsabilidade" após alguns anos tumultuados que vira Johnson deposto por vários escândalos e sua sucessora Liz Truss derrubada semanas após assumir o cargo depois que suas políticas abalaram a economia do Reino Unido.