Polônia se prepara para possível fluxo de refugiados ucranianos

Rússia tem mais de 100.000 tropas perto da Ucrânia e pode invadir a qualquer momento, segundo Washington
Membros da Guarda de Fronteira do Estado ucraniano controlam a passagem de fronteira entre a Ucrânia e a Bielorrússia (Chris McGrath/Getty Images)
Membros da Guarda de Fronteira do Estado ucraniano controlam a passagem de fronteira entre a Ucrânia e a Bielorrússia (Chris McGrath/Getty Images)
Por ReutersPublicado em 13/02/2022 14:14 | Última atualização em 13/02/2022 14:14Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A Polônia está se preparando para "vários cenários" relacionados a um possível fluxo de refugiados, se a Rússia atacar a Ucrânia, afirmou o ministro do Interior, Mariusz Kaminski, neste domingo.

Washington disse que a Rússia, que tem mais de 100.000 tropas perto da Ucrânia, pode invadir a qualquer momento. Moscou nega que tenha esse plano.

"Em conexão com a situação na Ucrânia, estamos nos preparando para vários cenários. Um deles são preparações regionais relacionadas a um possível fluxo de refugiados da Ucrânia", disse Kaminski em um tuíte publicado neste domingo.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre economia e negócios.

O prefeito de Ciechanow, cidade no leste da Polônia, afirmou no sábado que o seu governo regional lhe havia pedido para preparar acomodações para possíveis refugiados.

"Pediram-nos para indicar uma lista de instalações de acomodação para refugiados, a quantidade de pessoas que seria possível acomodar, os custos envolvidos e o tempo necessário para adaptar os prédios com recomendação de até 48 horas", tuitou Krzysztof Kosinski.

A Polônia é casa de entre um e dois milhões de ucranianos, muitos dos quais foram ao país para trabalhar.