Mundo

PMDB quer manter liderança do governo no Congresso

Vice-presidente Michel Temer conversou sobre o assunto com a presidente Dilma Rousseff, que teria ficado sensibilizada com o pleito dos peemedebistas

Temer conversou com Dilma para manter partido aliado no controle da Câmera (Roberto Stuckert Filho/PR)

Temer conversou com Dilma para manter partido aliado no controle da Câmera (Roberto Stuckert Filho/PR)

DR

Da Redação

Publicado em 18 de agosto de 2011 às 13h32.

Brasília - Com a nomeação do deputado Mendes Ribeiro Filho (PMDB-RS) para o Ministério da Agricultura, a bancada do PMDB na Câmara reivindica a permanência da liderança do governo no Congresso com um deputado do partido. Ontem à noite, o vice-presidente Michel Temer conversou sobre o assunto com a presidente Dilma Rousseff, que teria ficado sensibilizada com o pleito dos peemedebistas. Se Dilma concordar em manter a liderança do governo com o PMDB da Câmara, o nome que será apresentado pelo partido para o cargo é do deputado Marcelo Castro (PI).

Hoje, Mendes Ribeiro afirmou que lamenta deixar o cargo de líder do governo no Congresso sem ter aprovado a nova lei de acesso às informações públicas. "Vou continuar trabalhando para que isso aconteça", afirmou. Para ele, trata-se de uma das leis mais importantes para a administração pública.

Ele relatou que, quando assumiu o posto, recebeu da presidente Dilma a missão específica de aprovar essa lei no Congresso. A lei acaba com o sigilo eterno das informações oficiais. O texto, que já foi aprovado pela Câmara, aguarda votação pelo plenário do Senado.

Acompanhe tudo sobre:Câmara dos DeputadosDilma RousseffGoverno DilmaMDB – Movimento Democrático BrasileiroMichel TemerPartidos políticosPersonalidadesPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos Trabalhadores

Mais de Mundo

Chanceler israelense ameaça Hezbollah libanês com 'guerra total'

Alemanha alerta risco de ataques terroristas semelhantes ao de Moscou

Sob críticas da Otan, Putin desembarca na Coreia do Norte para estreitar parceria 'estratégica'

Milei perde apoio em 18 de 24 municípios da Grande Buenos Aires, mostra pesquisa

Mais na Exame