Mundo

PF ouvirá filhos de Erenice só após eleições

Israel e Saulo, filhos de Erenice, são acusados de intermediar negócios com empresas privadas mediante pagamento

Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil: advogados dos filhos dela compareceu à PF para marcar os depoimentos (.)

Erenice Guerra, ex-ministra da Casa Civil: advogados dos filhos dela compareceu à PF para marcar os depoimentos (.)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h47.

Brasília - Só depois das eleições a Polícia Federal vai tomar o depoimento dos filhos da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra - Israel e Saulo - sobre as denúncias de tráfico de influência nos contratos de empresas com órgãos do governo federal.

Os dois eram procurados desde a semana passada, mas somente ontem, após a ameaça de serem conduzidos à força, com a autorização da Justiça, é que um advogado compareceu à PF para marcar os depoimentos.

Israel e Saulo são acusados de intermediar negócios com empresas privadas mediante o pagamento da chamada "taxa de sucesso", no valor de 6%, destinada, não se sabe se em parte ou totalmente, a saldar compromissos políticos, conforme denunciou o empresário Fábio Baracat.

O jornal O Estado de S. Paulo mostrou na edição de sábado documentos que estão em poder da Polícia Federal confirmando que os dois receberam R$ 120 mil seis dias depois de a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) conceder permissão de voo à Master Top Linhas Aéreas (MTA).

Os papéis mostram que eles e seus sócios também tentaram cobrar propina de R$ 50 mil em negociação para que a Infraero reduzisse uma multa de R$ 723 mil que havia sido imposta à MTA. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais notícias sobre escândalos

Siga as últimas notícias de Eleições no Twitter

Acompanhe tudo sobre:CorrupçãoEleiçõesEleições 2010EscândalosFraudesPolícia FederalPolítica no Brasil

Mais de Mundo

Chanceler israelense ameaça Hezbollah libanês com 'guerra total'

Alemanha alerta risco de ataques terroristas semelhantes ao de Moscou

Sob críticas da Otan, Putin desembarca na Coreia do Norte para estreitar parceria 'estratégica'

Milei perde apoio em 18 de 24 municípios da Grande Buenos Aires, mostra pesquisa

Mais na Exame