Pensionistas trocam socos com polícia em protesto na Venezuela

Tropas de choque, com capacetes e escudos, usaram gás de pimenta diversas vezes para controlar a multidão

Caracas - Manifestantes idosos venezuelanos xingaram e trocaram socos com tropas de choque da polícia que bloquearam os atos mais recentes em seis semanas de manifestações contra o governo do presidente Nicolás Maduro.

Tropas de choque, com capacetes e escudos, usaram gás de pimenta diversas vezes para controlar a multidão, à medida que centenas de pensionistas ultrapassaram as linhas da segurança para tentar marchar de uma praça em Caracas.

"Respeitem os idosos, seus filhos da mãe", gritou um homem barbado, desferindo um soco contra um policial na linha de frente.

Desde que iniciou os protestos contra Maduro no início de abril, a oposição da Venezuela busca variar táticas, ao realizar protestos silenciosos e marchas com velas, por exemplo, e marchas para mulheres, músicos e médicos.

Todas as vezes, o Partido Socialista tem tentado igualá-las. Nesta sexta-feira, o partido governista organizou sua própria marcha rival de pessoas idosas ao lado do palácio presidencial Miraflores.

Ao menos 39 pessoas morreram nas agitações desde abril, incluindo manifestantes, simpatizantes do governo, transeuntes e membro das forças da segurança. Centenas também ficaram feridas ou foram presas.

Denunciando Maduro como um ditador que destruiu a economia do país, oposicionistas buscam eleições, ajuda humanitária estrangeira, liberdade para centenas de ativistas presos e autonomia para o Legislativo, controlado pela oposição.

Maduro, ex-motorista de ônibus de 54 anos e sucessor de Hugo Chávez, diz que seus adversários estão tentando um golpe com apoio dos Estados Unidos e encorajamento da mídia internacional.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.