Obama diz que Assad tem os dias contados à frente da Síria

O presidente americano disse que seu governo está trabalhando para acelerar a transição para a democracia neste país

Washington - Os dias no poder do presidente sírio, Bashar al-Assad, estão contados, afirmou o presidente Barack Obama em uma entrevista publicada nesta sexta-feira, na qual acrescentou que os Estados Unidos estão trabalhando para acelerar a transição para a democracia neste país.

Em uma entrevista concedida à revista mensal The Atlantic, Obama afirmou que "os dias (de Assad) estão contados. Não é um assunto sobre se acontecerá ou não, e sim quando".

"Então, podemos acelerar isto? Estamos trabalhando com a comunidade internacional para fazê-lo", disse.

Obama também reconheceu que a Síria é um país mais complexo que a Líbia, e que nações como Rússia estão bloqueando uma ação da ONU.

No entanto, apontou os esforços dos Estados Unidos mediante o grupo de "amigos da Síria" para promover iniciativas de ajuda humanitária para aliviar as cidades atacadas pelas forças militares que respondem a Assad.

"Mas agora eles também podem acelerar uma transição em direção a um governo sírio pacífico, estável e representativo", afirmou. "Se isso acontecer, isso será uma profunda perda para o Irã", acrescentou.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.