Acompanhe:

O ministro da Defesa da Venezuela, Vladimir Padrino López, utilizou as redes sociais para falar sobre o fato de que o Reino Unido enviaria um navio militar para a Guiana, chamando a medida de "provocação".

"Um navio de guerra em águas a serem delimitadas? E então? E o compromisso com a boa vizinhança e a coexistência pacífica? E o acordo de não ameaçar e usar a força em nenhuma circunstância?", questionou. "Permanecemos alertas a estas provocações que colocam em risco a paz e a estabilidade do Caribe e da nossa América", escreveu.

Entenda o contexto

Os presidentes da Venezuela, Nicolás Maduro, e da Guiana, Irfaan Ali, concordaram em não utilizar a força "em nenhuma circunstância" para resolver a disputa territorial pela região de Essequibo, rica em petróleo.

Os dois países tiveram um encontro no dia 15, em Argyle, no arquipélago caribenho de São Vicente e Granadinas. No começo do mês, Maduro realizou um plebiscito que reivindica a posse da região.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Venezuela leva documentos à Corte de Haia sobre disputa com a Guiana por Essequibo
Mundo

Venezuela leva documentos à Corte de Haia sobre disputa com a Guiana por Essequibo

Há um dia

Guiana denuncia promulgação de lei venezuelana sobre Essequibo
Mundo

Guiana denuncia promulgação de lei venezuelana sobre Essequibo

Há 5 dias

Essequibo: Celso Amorim vê 'gesto simbólico' da Venezuela diz que vai 'reforçar diálogo' com Maduro
Brasil

Essequibo: Celso Amorim vê 'gesto simbólico' da Venezuela diz que vai 'reforçar diálogo' com Maduro

Há 5 dias

Há risco de guerra entre Guiana e Venezuela? Entenda o que pode acontecer
Mundo

Há risco de guerra entre Guiana e Venezuela? Entenda o que pode acontecer

Há 5 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais