Acompanhe:

Mais de 2 mil tunisianos abandonaram a Líbia

Estrangeiros encontram dificuldades para chegar à fronteira

Modo escuro

Continua após a publicidade
Pixação na Líbia contra Kadafi: voos para retirar tunisianos do país estão previstos para hoje (AFP)

Pixação na Líbia contra Kadafi: voos para retirar tunisianos do país estão previstos para hoje (AFP)

D
Da Redação

Publicado em 21 de fevereiro de 2011 às, 14h22.

Túnis - Mais de 2.300 tunisianos residentes na Líbia abandonaram o país desde domingo por razões de segurança, informou a agência oficial tusinisiana TAP.

Os tunisianos que vivem em Benghazi (leste) e outras cidades afetadas pela rebelião contra o regime do coronel Muamar Kadhafi estão encontrando dificuldades par chegar à fronteira por questões de segurança.

A maioria decidiu voltar de maneira espontânea, já que consideram que a situação vai piorar na Líbia.

Vários voos saindo de Trípoli para repatriar os tunisianos estão previstos para esta segunda-feira.

Cerca de mil dos 50.000 tunisianos que vivem na Líbia manifestaram seu desejo de voltar para Tunísia, segundo o embaixador deste país em Trípoli, Slah Eddinne Jemali.

Últimas Notícias

Ver mais
Bússola de Poder: o saidão da Câmara
Um conteúdo Bússola

Bússola de Poder: o saidão da Câmara

Há 2 dias

Missão Forrest Gump: corredor britânico cruza a África após percorrer 16 mil km em 352 dias
Pop

Missão Forrest Gump: corredor britânico cruza a África após percorrer 16 mil km em 352 dias

Há uma semana

Moro ainda pode perder o mandato? Entenda os próximos passos após senador ser absolvido no TRE-PR
Brasil

Moro ainda pode perder o mandato? Entenda os próximos passos após senador ser absolvido no TRE-PR

Há uma semana

Análise do Alon: o debate econômico costeia o alambrado
Um conteúdo Bússola

Análise do Alon: o debate econômico costeia o alambrado

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais