Maior aeroporto da Bélgica cancela todos os voos do dia

A administração do aeroporto informou o cancelamento de 232 voos, afetando em média 30.000 passageiros nesta segunda-feira
 (Boris Roessler/Getty Images)
(Boris Roessler/Getty Images)
Por AFPPublicado em 20/06/2022 11:18 | Última atualização em 20/06/2022 13:58Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O aeroporto de Bruxelas, o maior da Bélgica, cancelou todos os voos com previsão de partida nesta segunda-feira, em função da greve promovida pelos guardas de segurança. Os funcionários demandam melhora salarial em um período de alta na inflação do país. 

A administração do aeroporto informou o cancelamento de 232 voos, afetando em média 30.000 passageiros. Os passageiros receberam instruções para entrar em contato com as companhias aéreas responsáveis pelos voos.

Maria Antonia, uma estudante Romena de 20 anos, pretendia embarcar rumo a Bucareste e disse não ter visto o aviso urgente enviado aos passageiros na noite de domingo. "Não sabia dos voos cancelados até chegar no aeroporto", afirmou.

Nesta segunda-feira o terminal aéreo se encontrava praticamente vazio, com pequenas filas de passageiros buscando a troca das passagens, enquanto outros descansavam no chão ou nos poucos assentos disponíveis.

Os passageiros da operadora de turismo alemã TUI sairiam do aeroporto de Bruxelas, mas foram encaminhados a outros terminais regionais do país.

Os voos comerciais que desembarcam no aeroporto também estão sendo afetados, com a operação reduzida de um para quatro voos. Por outro lado, o tráfego de mercadorias continuou em operação.

Os três principais centros sindicalistas da Bélgica, a Federação Geral dos Trabalhadores da Bélgica (FGTB), socialista, a Confederação de Sindicatos Cristãos (CSC) e a Confederação Geral dos Sindicatos Liberais da Bélgica (CGSLB) realizam nesta segunda-feira um dia de ação nacional para defesa do salário e do poder aquisitivo.

VEJA TAMBÉM:

Crise de mão de obra aérea ameaça arruinar viagens de férias