Mundo

Índia vota na última fase de sua maratona das eleições gerais

Existe grande favoritismo do primeiro-ministro nacionalista hindu, Narendra Modi

Narendra Modi: premiê da Índia está no cargo desde 2014 (Himanshu Sharma/AFP)

Narendra Modi: premiê da Índia está no cargo desde 2014 (Himanshu Sharma/AFP)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 1 de junho de 2024 às 11h10.

A maratona de eleições gerais na Índia termina neste sábado, 1º, com a última fase de uma votação de seis semanas marcada pelo grande favoritismo do primeiro-ministro nacionalista hindu, Narendra Modi, e por uma forte onda de calor. 

Entre os locais onde ocorre a votação neste sábado está a cidade de Varanasi, antigamente chamada Benares, considerada a capital espiritual do hinduísmo onde Modi apresentou a sua candidatura ao Parlamento.

"Já faz muito calor", disse à AFP Chinta Devi, que chegou para votar às oito da manhã. "Dá para ver todas as ruas e mercados vazios", acrescentou a mulher nesta cidade onde são esperadas temperaturas de 44 ºC.

A política nacionalista de Modi, cada vez mais misturada com a religião, é extremamente popular em Varanasi, banhada pelo rio Ganges, onde os fiéis hindus cremam os seus entes queridos.

Há poucas dúvidas de que o primeiro-ministro de 73 anos conquistará o seu assento neste círculo eleitoral, ou sobre a vitória do seu Partido Bharatiya Janata (BJP), que garantiria a Modi um terceiro mandato.

"Obviamente Modi vencerá", disse à AFP Vijayendra Kumar Singh, que trabalha em um dos muitos hotéis desta cidade de peregrinação. "Há um sentimento de orgulho em tudo o que ele faz e é por isso que as pessoas votam nele", acrescentou.

Modi já conduziu o seu partido a duas grandes vitórias nas eleições de 2014 e 2019, graças em parte à sua popularidade entre os fiéis hindus, que não deixou de cultivar.

Os analistas preveem uma vitória clara de Modi contra a aliança da oposição que nem sequer conseguiu chegar a um acordo sobre um candidato para o cargo de primeiro-ministro.

Na véspera do último dia de votação, o Ministério das Estatísticas anunciou um crescimento de 8,2% do Produto Interno Bruto no último ano fiscal, encerrado em 31 de março.

O anúncio dos resultados está previsto para terça-feira, mas quando as assembleias fecharem, neste sábado, serão publicadas pesquisas de boca de urna que darão a indicação do vencedor.

A participação até agora caiu vários pontos em comparação com as últimas eleições nacionais de 2019. Os analistas atribuem essa queda à esperada vitória de Modi e às sucessivas ondas de calor no norte do país, com temperaturas acima dos 40 ºC.

Acompanhe tudo sobre:ÍndiaEleições

Mais de Mundo

Com redução de neve no Himalaia, 25% da população global pode enfrentar escassez de água em 2024

Eleição nos EUA: Anúncio da campanha de Biden chama a atenção para status de criminoso de Trump

Empresas chinesas focam em aumentar vendas com patrocínio na Olimpíada de Paris

Vendas no varejo de bens de consumo social aumentam 3,7% na China

Mais na Exame