Igreja Católica indenizará vítimas de abusos sexuais

Indenização poderia chegar aos 100 mil euros nos casos mais graves, enquanto outras compensações oscilariam entre os 5 mil e os 25 mil euros
 (EXAME.com)
(EXAME.com)
D
Da RedaçãoPublicado em 07/11/2011 às 17:55.

Haia -  A Igreja Católica holandesa aceitou nesta segunda-feira pagar indenizações às vítimas de abusos sexuais por parte de seus eclesiásticos sempre e quando existam provas, inclusive nos casos nos quais o delito já tenha prescrito, segundo anunciou a Conferência Episcopal.

A decisão, comunicada em um documento de 11 páginas emitido pela conferência, segue as recomendações publicadas em junho pela comissão dirigida por um catedrático da Universidade de Rotterdã, Siewert Lindenbergh, que analisou durante um ano a possibilidade que a Igreja compensasse às vítimas desses abusos.

Segundo essa comissão independente, as vítimas de abusos sexuais têm direito a uma indenização que poderia chegar aos 100 mil euros nos casos mais graves (por exemplo violações repetidas), enquanto outras compensações oscilariam entre os 5 mil e os 25 mil euros.

A Holanda investiga desde março de 2010 os supostos abusos sexuais por parte de membros da Igreja Católica, depois que foi registrado quase 2 mil denúncias desde que a comissão começou suas pesquisas. Até o momento, 48 pessoas teriam direito a uma indenização, já que suas denúncias foram demonstradas nos tribunais.

A comissão que estuda os casos, dirigida pelo ex-ministro Wim Deetman, espera divulgar seus últimos resultados ainda no final de 2011. Formada por analistas independentes, mas aprovada pela Conferência Episcopal, investiga os abusos cometidos no país desde 1945 até a atualidade, e foi criada em março após uma onda de denúncias de abusos sexuais a menores. EFE