Grécia facilita vistos e voos para aumentar fluxo turístico

País europeu quer atrair visitantes de novos mercados; Rússia, China, Ucrânia, Índia e Turquia são prioridades

Atenas - As autoridades gregas anunciaram nesta segunda-feira que continuarão facilitando vistos rápidos e fomentando os voos diretos à Grécia para promover o fluxo de turistas provenientes de novos mercados.

Em reunião realizada nesta segunda-feira em Atenas, altos funcionários dos ministérios de Exteriores e de Turismo, assim como da Organização de Turismo Grega (EOT), desenvolveram medidas para aumentar o número de turistas.

Entre elas, decidiram outorgar vistos no prazo máximo de 48 horas para os cidadãos de Rússia, China, Ucrânia, Índia e Turquia.

"Nosso objetivo este ano é aumentar a chegada de turistas, e devemos estimular com mais facilidades para os vistos e com voos diretos", declarou à imprensa o ministro de Cultura, Pablos Yerulanos.

Entre os mercados crescentes, Yerulanos mencionou China, Rússia, Índia e Ucrânia, dos quais espera um aumento no fluxo turístico.

O ministro assinalou que, em alguns casos, o pedido de visto nos consulados gregos nesses países poderá, inclusive, ser feito sem a presença física do interessado.

Com a Turquia a ideia é ampliar o programa de vistos por um dia para turistas que desejam visitar as ilhas gregas situadas próximas ao litoral ocidental turco.

No dia 11 de maio a companhia Air China iniciará dois voos por semana à Grécia, e o vice-ministro de Turismo grego, Yorgos Nikitiadis, expressou nesta segunda-feira em Atenas sua confiança de que "em breve esses voos serão feitos diariamente".

A Grécia recebe 15 milhões de turistas ao ano, um setor que representa 15,2% do Produto Interno Bruto, segundo dados da Associação de empresas gregas de turismo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.