Facções pedem fim de choques entre Al Qaeda e ELS na Síria

Facções islamitas do conflito sírio pediram o fim dos choques entre o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, vinculado à Al Qaeda, e o Exército Livre Sírio

Cairo - Seis facções armadas islamitas envolvidas no conflito na Síria pediram nesta quinta-feira o fim imediato dos choques no norte do país entre o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, vinculado à Al Qaeda, e o Exército Livre Sírio (ELS).

Por meio de um comunicado, os grupos lamentam os enfrentamentos na região de Azaz, na província de Aleppo, e pedem que o Estado Islâmico retire seus combatentes.

Nas últimas semanas, foram registrados choques em várias áreas do norte da Síria entre ambos os lados. O Estado Islâmico acusa o ELS de colaborar com ocidente e o regime de Bashar al Assad e de lutar contra os muçulmanos.

As seis facções exigem que as duas partes recorram a tribunal religioso, criado em Alepo, para solucionar suas diferenças.

O texto é assinado pelo Movimento Islâmico Livres do Sham, Brigada dos Falcões da Síria, Brigada Al-Tauhid, Brigada da Razão, Exército do Islã e Brigada do Corão.

Em 25 de setembro, onze grupos armados anunciaram a formação de uma nova frente islâmica, que afirma que a Coalizão Nacional Síria (CNFROS), principal aliança política opositora, não os representa.

Algumas das facções desta frente assinaram o comunicado de hoje, como o Movimento Islâmico Livres do Sham, a brigadas Al-Tauhid e o Exército do Islã.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.