Acompanhe:

Erdogan diz que Turquia poderia aprovar candidatura da Finlândia à Otan

Na terça-feira, a Turquia bloqueou a entrada de Suécia e Finlândia na Otan ao adiar indefinidamente uma reunião tripartite para abordar as objeções turcas

Modo escuro

Continua após a publicidade
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan

 (Arquivo/AFP)

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan (Arquivo/AFP)

A
AFP

Publicado em 29 de janeiro de 2023 às, 20h18.

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, insinuou, neste domingo (29), que a Turquia poderia aprovar a candidatura da Finlândia à Otan, sem fazer o mesmo pela Suécia.

"Se for necessário, podemos dar uma resposta diferente sobre a Finlândia. A Suécia vai se chocar quando dermos uma resposta diferente sobre a Finlândia", disse o dirigente turco ao ser perguntado sobre a candidatura dos dois países nórdicos à Otan, durante encontro televisionado com jovens.

Pela primeira vez, o governo turco deu a entender que está disposto a tratar o pedido de adesão da Finlândia em separado do da Suécia.

Na terça-feira, a Turquia bloqueou a entrada de Suécia e Finlândia na Otan ao adiar indefinidamente uma reunião tripartite, originalmente agendada para o início de fevereiro, para abordar as objeções turcas.

Erdogan advertiu na segunda-feira que a Suécia, a quem acusa de dar cobertura a "terroristas" curdos, não poderia seguir contando com o "apoio" de Ancara depois que um ativista de extrema direita queimou um exemplar do Alcorão em Estocolmo.

Sem mencionar o incidente, o presidente turco reiterou suas críticas à Suécia pelas demandas de extradição da Turquia.

"Dissemos: 'se vocês querem entrar na Otan, vocês têm que nos devolver estes terroristas'. Apresentamos uma lista de 120 pessoas [...] Mas zombam de nós dizendo que mudaram sua Constituição", afirmou.

 

Últimas Notícias

Ver mais
Pentágono atribui sigilo sobre câncer de Austin a aspectos de protocolo
Mundo

Pentágono atribui sigilo sobre câncer de Austin a aspectos de protocolo

Há 3 horas

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas
Mundo

Macron anuncia coalizão para enviar munições a Kiev e não descarta mobilizar tropas

Há 3 horas

Rússia aumenta influência na África com "pacote de sobrevivência" a governos
Mundo

Rússia aumenta influência na África com "pacote de sobrevivência" a governos

Há 3 horas

Número de nascimentos no Japão cai para mínima recorde em 2023
Mundo

Número de nascimentos no Japão cai para mínima recorde em 2023

Há 3 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais