Mundo

Erdogan discursa por videoconferência após cancelar agenda devido a doença

Depois de cancelar seus eventos presenciais na quarta e quinta-feira, o líder islâmico e conservador de 69 anos falou por videoconferência de seu palácio presidencial em Ancara

Putin elogiou Erdogan, chamando-o de "um líder com objetivos ambiciosos" (AFP/AFP Photo)

Putin elogiou Erdogan, chamando-o de "um líder com objetivos ambiciosos" (AFP/AFP Photo)

AFP
AFP

Agência de notícias

Publicado em 27 de abril de 2023 às 13h16.

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan, que suspendeu vários atos oficiais devido a uma virose intestinal, reapareceu nesta quinta-feira, 27, em público em um discurso via videoconferência, transmitido durante a inauguração de uma usina nuclear.

Depois de cancelar seus eventos presenciais na quarta e quinta-feira, o líder islâmico e conservador de 69 anos falou por videoconferência de seu palácio presidencial em Ancara.

O que disse Erdogan?

"Nosso país ascende à liga dos países dotados de energia nuclear", disse Erdogan em sua mensagem transmitida durante a inauguração da primeira usina nuclear na Turquia, construída pela empresa russa Rosatom.

"Este é um projeto emblemático, (...) que contribui para o reforço da aliança multiforme entre os nossos dois países", disse o seu homólogo russo, Vladimir Putin, em mais uma intervenção por videoconferência.

Putin elogiou Erdogan, chamando-o de "um líder com objetivos ambiciosos".

Devido a um vírus intestinal, Erdogan teve que suspender todas as suas viagens e eventos presenciais apenas algumas semanas antes de uma eleição presidencial apertada na Turquia.

Os cancelamentos alimentaram inúmeros rumores sobre seu estado de saúde nas redes sociais, que foram desmentidos pelo diretor de comunicação da Presidência turca, Fahrettin Alttin: "rejeitamos categoricamente todas essas informações infundadas".

As eleições presidenciais em 14 de maio prometem ser difíceis para Erdogan, amplamente criticado pela gestão durante os terremotos que abalaram o sudeste da Turquia no início de fevereiro.

Acompanhe tudo sobre:Tayyip ErdoganTurquia

Mais de Mundo

Após apagão geral, 95% do fornecimento de energia é restabelecido no Equador

Mudanças climáticas aumentam 35 vezes a probabilidade de ondas de calor nas Américas

Pesquisa mostra que 80% das pessoas querem que países reforcem compromisso com mudanças climáticas

Líderes políticos são presos e inabilitados por apoio à oposição na Venezuela  

Mais na Exame