Mundo

Embaixador da Bolívia na Organização dos Estados Americanos renuncia

A demissão de José Gonzáles ocorreu pouco antes do início de reunião para tratar da crise no país; Evo Morales renunciou à presidência no domingo

Evo Morales: presidente da Bolívia renunciou no domingo (10) em meio a protestos contra o resultado das eleições (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

Evo Morales: presidente da Bolívia renunciou no domingo (10) em meio a protestos contra o resultado das eleições (Carlos Garcia Rawlins/Reuters)

A

AFP

Publicado em 12 de novembro de 2019 às 18h51.

O embaixador da Bolívia na Organização de Estados Americanos (OEA), José Alberto Gonzáles, demitiu-se do cargo, disse nesta terça-feira (12) à AFP uma fonte do bloco regional.

"A missão da Bolívia notificou a renúncia de Gonzáles à presidência do Conselho Permanente da OEA", indicou a fonte, sem dar maiores detalhes.

A saída de Gonzáles foi conhecida pouco antes do início de uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da OEA para tratar da crise na Bolívia, sacudida pela renúncia do presidente Evo Morales depois de três semanas de violentos protestos por eleições contestadas.

Gonzáles, que sucedeu no cargo ao atual chanceler boliviano, Diego Pary, destacou a integridade das eleições de 20 de outubro durante uma reunião do Conselho Permanente da organização, no dia 23 de outubro.

Veículos de comunicação bolivianos informaram que o diplomata apresentou sua "renúncia irrevogável" em carta dirigida a Pary, datada desta terça-feira em Washington.

Gonzáles havia apresentado em 28 de setembro de 2018 suas credenciais ao secretário-geral da OEA, Luis Almagro.

O representante boliviano havia chegado à OEA após deixar seu cargo no Senado, onde representava o Movimento ao Socialismo (MAS), liderado por Morales.

Acompanhe tudo sobre:BolíviaEvo MoralesOEA

Mais de Mundo

China apresenta exército de cães robôs equipados com metralhadoras; veja o vídeo

Estoque de urânio do Irã preocupa comunidade internacional

África do Sul se prepara para eleições legislativas cruciais

Quais países reconhecem o Estado palestino?

Mais na Exame