De 1 milhão a 2 milhões: o impressionante aumento nos casos da covid-19

Foram necessários 93 dias para o mundo chegar à marca de 1 milhão de casos confirmados de covid-19, mas apenas 12 para o segundo milhão

A pandemia do novo coronavírus deverá atingir a marca de 2 milhões de casos confirmados no mundo entre hoje (13) e, mais provavelmente, amanhã (14), se mantida a velocidade de crescimento dos últimos dias.

Até as 7h de hoje, 1,854 milhão de pessoas no mundo haviam sido infectadas com o vírus, de acordo com os dados compilados pela universidade americana Johns Hopkins. Em média, nos últimos cinco dias, foram confirmados 85.000 novos casos de covid-19 a cada dia.

Desde que a Organização Mundial da Saúde recebeu das autoridades chinesas o primeiro alerta do surto de uma nova doença respiratória na cidade de Wuhan, em 31 de dezembro de 2019, foram necessários 93 dias para o mundo chegar à marca de 1 milhão de casos confirmados de covid-19 – número atingido no dia 2 de abril. Agora, deverá chegar ao seu segundo milhão apenas 12 dias depois.

O crescimento do número de mortes segue o mesmo padrão. Demorou cerca de três meses para o mundo chegar a 50.000 mortes por covid-19, e apenas dez dias para esse número dobrar. Ja são 114.000 mortes confirmadas no mundo.

Cinco países já superaram a marca de 10.000 mortes por covid-19: Estados Unidos, Itália, Espanha, França e Reino Unido. Em todos eles, passar de 1.000 mortes para 10.000 mortes foi um processo que levou, em média, duas semanas. É um dado que serve de alerta para o Brasil, que chegou à marca de 1.000 mortes por covid-19 na última sexta-feira (ontem, eram 22.169 casos confirmados e 1.223 mortes).

Nos últimos dias, vários estados do Brasil, incluindo São Paulo, o epicentro da pandemia no país, dados mostram um relaxamento do isolamento social — nem sempre de acordo com o que cobram as autoridades.

Se o Brasil seguir a mesma curva observada em outros países, as próximas duas semanas serão decisivas para evitar uma explosão de casos.

Em meio à safra de números negativos, dois dados alentadores. Primeiro: cerca de 423.000 pessoas infectadas com a covid-19 já conseguiram se recuperar da doença no mundo. Em países como China, Irã e Coreia do Sul, o número de pessoas recuperadas supera o de pessoas ainda com a doença. Segundo: do total de pacientes ainda infectados no mundo, 4% estão em situação séria ou crítica e 96% apresentam sintomas leves da doença.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.