Como estão sendo as homenagens neste 11 de setembro — veja as fotos

Há 19 anos, quatro aviões comerciais eram sequestrados no maior atentado terrorista da história dos Estados Unidos. Veja as homenagens de hoje
Donald Trump: presidente participa de cerimônias nesta sexta-feira, assim como o rival Joe Biden (Jeff Swensen/Getty Images)
Donald Trump: presidente participa de cerimônias nesta sexta-feira, assim como o rival Joe Biden (Jeff Swensen/Getty Images)
C
Carolina Riveira

Publicado em 11/09/2020 às 13:37.

Última atualização em 11/09/2020 às 16:45.

Os atentados de 11 de setembro de 2001, que deixaram 3.000 mortos nos Estados Unidos, completam 19 anos nesta sexta-feira, 11. Em todo o território americano, cerimônias em homenagem às vítimas marcam o dia, incluindo com a presença de autoridades.

O presidente Donald Trump e o rival democrata Joe Biden participaram de homenagens em Shanksville, na Pensilvânia, onde tripulantes de um dos quatro aviões sequestrados pelos terroristas impediram a aeronave de chegar a Washington D.C — o avião caiu em um campo aberto, mas todos morreram.

Em D.C., a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, também fez homenagem às vítimas junto com outros congressistas.

Biden também foi ao Memorial do 11 de setembro em Nova York, onde os nomes das vítimas foram gravados em pedra perto do local onde ocorreram os ataques às Torres Gêmeas.

Na ocasião, a maior tragédia dentre os ataques daquele dia, duas aeronaves sequestradas pelos terroristas foram lançadas contra as torres, matando os passageiros e milhares de trabalhadores no local. Neste ano, por causa da pandemia, só familiares puderam comparecer à tradicional cerimônia no memorial. O vice-presidente Mike Pence também foi a Nova York e cumprimentou Biden (com o cotovelo, é claro).

Já a candidata a vice na chapa de Biden, Kamala Harris, foi à Virgínia. O estado é lar do Pentágono, sede da defesa americana e contra o qual foi lançado outro dos aviões no 11 de setembro. Veja as fotos abaixo.