Colômbia vê influxo de imigrantes com reabertura de fronteira da Venezuela

O governo de esquerda do presidente venezuelano Nicolás Maduro disse neste mês que está reabrindo sua fronteira de 2.219 quilômetros com a Colômbia, que foi fechada em 2019 devido a tensões políticas
 (Nathalia Angarita/Reuters)
(Nathalia Angarita/Reuters)
R
Reuters

Publicado em 25/10/2021 às 17:57.

Última atualização em 25/10/2021 às 22:10.

Abrigos da Colômbia estão se preparando para a chegada de números crescentes de imigrantes empobrecidos a pé agora que a Venezuela reabriu sua fronteira com o vizinho andino, muitos deles crianças necessitadas de alimento e cuidado médico, disseram agentes humanitários.

O governo de esquerda do presidente venezuelano Nicolás Maduro disse neste mês que está reabrindo sua fronteira de 2.219 quilômetros com a Colômbia, que foi fechada em 2019 devido a tensões políticas.

O governo colombiano de direita reabriu seu lado da fronteira em junho, tendo mantido-o fechado durante 14 meses em meio à pandemia de coronavírus.

Nesta segunda-feira, um repórter da Reuters na fronteira venezuelana viu dezenas de imigrantes seguindo para a ponte internacional entre os dois países a pé.

Há anos a Colômbia é o principal destino de pessoas que fogem do colapso econômico e social da Venezuela, já abrigando cerca de 1,8 milhão de imigrantes. Mesmo quando a divisa entre os dois países foi fechada oficialmente, milhares de imigrantes rumaram para pontos de travessia remotos e informais.

Muitos deles viajam para destinos na Colômbia ou até mais distantes a pé, apesar das roupas desgastadas e dos buracos nos calçados. Eles costumam transportar malas e precisam se ocupar de crianças, que representam mais de um terço do total, segundo o Comitê Internacional de Resgate, uma organização humanitária global, entre junho e setembro.