Ataques contra forças de segurança deixam 35 mortos no Afeganistão

Dezenas de talibãs atacaram postos de controle da polícia e do Exército afegão em Farah

Cabu – Diversos ataques contra bases e postos de controle da polícia e do Exército afegãos deixaram 15 agentes e 20 talibãs mortos na província de Farah, no sul do Afeganistão, segundo fontes oficiais.

O porta-voz do governador provincial, Nasir Mehri, afirmou que dezenas de talibãs atacaram postos das autoridades afegãs de forma coordenada em vários distritos de Farah e mataram 15 integrantes das forças de segurança e feriram outros cinco.

“Os inimigos planejavam capturar vários postos de controle e bases das forças de segurança, mas fracassaram e sofreram várias baixas, já que 20 agressores morreram e dez foram feridos antes de serem rechaçados”, acrescentou Mehri.

O chefe do Conselho Provincial, Farid Bakhtawar, elevou para 48 o número de mortos entre as forças de segurança afegãs e afirmou em declarações à Agência Efe que 28 insurgentes perderam a vida durante os ataques.

“Vinte e três membros das forças de segurança morreram em um só ataque na capital, perto da principal estrada Kandahar-Herat”, disse Bakhtawar, antes de acrescentar que os talibãs capturaram quatro veículos blindados, munição e armas.

Um porta-voz dos talibãs, Qari Yusuf Ahmadi, reivindicou o ataque pelo Twitter e afirmou que 64 polícias e militares foram mortos.

A província de Farah foi palco durante os últimos meses de sangrentos combates entre as forças de segurança afegãs e os talibãs, e é considerada uma das mais inseguras do país por estar parcialmente controlada pelos talibãs.

Desde o fim da missão de combate da Otan em janeiro de 2015, o governo foi perdendo terreno para os talibãs até controlar apenas 56% do país, segundo o inspetor especial geral para a Reconstrução do Afeganistão (SIGAR) do Congresso dos Estados Unidos.

Espera! Tem um presente especial para você.

Uma oferta exclusiva válida apenas nesta Black Friday.

Libere o acesso completo agora mesmo com desconto:

exame digital

R$ 15,90/mês

R$ 6,36/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

R$ 40,41/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.