Acompanhe:

Vice de Obama é a aposta democrata contra Trump

Além do antigo vice-presidente de Obama, partido Democrata tem mais 20 candidatos concorrendo nas primárias das eleições norte-americanas

Modo escuro

Continua após a publicidade
Joe Biden: depois de passar pela Pensilvânia e Carolina do Sul, político de 76 anos faz campanha em New Hampshire nesta semana (Jonathan Ernst/Reuters)

Joe Biden: depois de passar pela Pensilvânia e Carolina do Sul, político de 76 anos faz campanha em New Hampshire nesta semana (Jonathan Ernst/Reuters)

R
Redação EXAME

Publicado em 13 de maio de 2019 às, 06h55.

Última atualização em 13 de maio de 2019 às, 12h25.

Indo contra a tendência de renovação política, a melhor chance dos democratas vencerem as eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos é Joe Biden, político de 76 anos que foi vice-presidente no governo de Barack Obama. No começo desta semana, o pré-candidato do partido segue sua agenda de campanha e viaja pelo estado de New Hampshire para vender seus planos de derrotar o atual presidente Donald Trump.

Desde que anunciou sua candidatura no dia 25 de abril, Biden assumiu a liderança entre os 21 pré-candidatos democratas graças a boa fama por ter sido vice de Obama. Segundo pesquisa da Change Research divulgada no último domingo, 12, o político tem apoio de 46% do eleitorado democrata, enquanto o segundo colocado, o senador Bernie Sanders (mais à esquerda que Biden e também pré-candidato em 2016), conseguiu somente 15% das intenções de voto.

Por ora, a agenda de Biden tem focado em pequenas cidades negligenciadas pelos democratas em 2016, onde o atual presidente conquistou a maioria dos votos. A primeira ação da pré-campanha, no dia 29 de abril, foi em Pittsburgh, na Pensilvânia, estado que garantiu a vitória de Trump em 2016. O ex-vice aproveitou-se de sua origem modesta para se aproximar dos trabalhadores comuns de classe média, a quem se referiu como “espinha dorsal da América”.

Trump não se mostra indiferente a Biden. Na última semana, após uma piora nas negociações comerciais com os chineses, o presidente escreveu em seu perfil no Twitter que a razão pela qual a China voltou atrás no acordo foi a “esperança sincera de que eles pudessem negociar no futuro com Joe Biden ou um democrata fraco, para assim continuar a roubar os Estados Unidos por anos”. Na sequência, Trump provocou: “Adivinhem só, isso não vai acontecer”.

Há grandes chances de que ele esteja certo. Apesar das polêmicas políticas contínuas, Trump deve ser o candidato pelo partido Republicano à reeleição, já que seu único concorrente é William F. Weld, o moderado ex-governador de Massachusetts. Se for nomeado, os números fortes da economia norte-americana tendem a empurrá-lo em direção a um segundo mandato de quatro anos na Casa Branca. O desemprego no país está perto de 4% (considerado zero por economistas) há anos, enquanto o crescimento do PIB passou de 4% no último trimestre.

Na disputa com Biden, os democratas têm, além de Bernie Sanders, pré-candidatos como a também senadora Elizabeth Warren, apoiadora de Sanders em 2016. Há ainda Beto O’Rourke, empresário e ex-deputado que conseguiu a proeza de quase ser eleito senador pelo conservador Texas (e que alguns consideram possível sucessor de Obama). São nomes que, assim como Sanders, apelam à colcha de retalhos que se tornou a base democrata, em meio a movimentos como o feminista #MeToo, pautas imigratórias e de direitos humanos.

A Biden, o retrato da tradição e da “velha política” do partido, caberá o desafio provar que, do auge de seus 76 anos, pode ser a melhor aposta contra Trump.

Últimas Notícias

Ver mais
EUA podem enviar ajuda a Gaza e abrir corredor marítimo após morte de palestinos
Mundo

EUA podem enviar ajuda a Gaza e abrir corredor marítimo após morte de palestinos

Há um dia

Biden diz que irá investigar carros chineses sob suspeita de espionagem
Mundo

Biden diz que irá investigar carros chineses sob suspeita de espionagem

Há um dia

Biden e Trump farão visitas paralelas à fronteira EUA-México nesta quinta-feira
Mundo

Biden e Trump farão visitas paralelas à fronteira EUA-México nesta quinta-feira

Há 2 dias

Michigan envia recado a Biden com 100.000 votos de protesto
Mundo

Michigan envia recado a Biden com 100.000 votos de protesto

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais