Live icon 

Acompanhe ao vivo:  

Apuração das eleições 2022 em tempo real! Veja agora.

Apagão na Argentina deixa mais de 700 mil pessoas sem luz

As distribuidoras de eletricidade Edenor e Edesur relataram queda de energia, depois que altas temperaturas geraram um aumento na demanda para resfriar residências e empresas
Argentina: a Entidade Nacional de Regulação da Eletricidade (ENRE) disse que o corte de energia da Edenor afetou 700.000 clientes na área de Buenos Aires (Agustin Marcarian/Reuters)
Argentina: a Entidade Nacional de Regulação da Eletricidade (ENRE) disse que o corte de energia da Edenor afetou 700.000 clientes na área de Buenos Aires (Agustin Marcarian/Reuters)
R
Reuters

Publicado em 11/01/2022 às 18:06.

Última atualização em 11/01/2022 às 19:08.

A cidade de Buenos Aires foi atingida por uma grande queda de energia, nesta terça-feira, que deixou milhares de casas sem eletricidade em meio a uma onda de calor que fez as temperaturas subirem acima de 40 graus Celsius.

As distribuidoras de eletricidade Edenor e Edesur relataram queda de energia, depois que altas temperaturas geraram um aumento na demanda para resfriar residências e empresas.

A Entidade Nacional de Regulação da Eletricidade (ENRE) disse que o corte de energia da Edenor afetou 700.000 clientes na área de Buenos Aires. Cerca de 43.400 clientes da Edesur ficaram sem energia depois que falhas nas linhas de alta tensão atingiram duas de suas subestações.

A AySA, que fornece água potável em Buenos Aires, pediu à população que otimize o uso da água porque a interrupção também afetou seu sistema de purificação.

As altas temperaturas devem continuar ao longo da semana, com picos próximos a 40°C, segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN) da Argentina.

"O SMN emitiu um alerta antecipando uma onda de calor extremo esta semana, com temperaturas que podem chegar a 41°C na área de concessão", disse a Edesur em e-mail a seus clientes. "Estamos trabalhando para fortalecer nossa rede diante da crescente demanda."