Mundo

ANC reúne 100.000 pessoas antes das eleições sul-africanas

Partido do governo na África do Sul reuniu cerca de 100.000 pessoas hoje no último comício em Soweto, a três dias de eleições gerais em que é o favorito


	Nelson Mandela: líder político sul-africano foi eleito presidente pelo ANC em 1994
 (Daniel Borns/The Times)

Nelson Mandela: líder político sul-africano foi eleito presidente pelo ANC em 1994 (Daniel Borns/The Times)

DR

Da Redação

Publicado em 4 de maio de 2014 às 11h47.

O partido do governo na África do Sul, a ANC, reuniu cerca de 100.000 pessoas neste domingo no último comício em Soweto, a três dias de eleições gerais em que é o favorito, apesar das acusações de corrupção.

O estádio Soccer City, palco da final da Copa do Mundo de 2010, estava lotado de pessoas usando camisas amarelas do partido associado para à imagem de Nelson Mandela.

A ANC está no poder desde o fim do regime do apartheid na África do Sul, em 1994, e tudo indica que não vai deixá-lo este ano.

As pesquisas concedem pouco mais de 80% das intenções de voto ao partido, sempre popular graças a Mandela e por ter sido fundamental na queda do regime segregacionista.

A multidão aclamou o presidente Jacob Zuma, grande favorito para conseguir um novo mandato do Parlamento após as eleições de 7 de maio.

Na véspera, o principal partido de oposição, a Aliança Democrática, realizou seu último grande ato, denunciando a corrupção do governo.

Acompanhe tudo sobre:ÁfricaÁfrica do SulCorrupçãoEleiçõesEscândalosFraudesNelson MandelaPartidos políticosPolíticos

Mais de Mundo

Trump pede apoio de evangélicos nas eleições de novembro

Bombardeio aéreo russo atinge prédio residencial e deixa três mortos e 37 feridos, afirma Ucrânia

Egito quer penalizar empresas turísticas pelas mortes de peregrinos em Meca

Governo colombiano inicia diálogo com dissidência das Farc

Mais na Exame