Mundo

Acidentes aéreos em 2013 deixam menos mortos que voo MH370

Número de mortos em acidentes aéreos em 2013 foi de 210, inferior aos 239 passageiros que estavam a bordo do avião da Malaysia Airlines que desapareceu


	Passageira lê mensagens de apoio aos desaparecidos do voo MH370: em 2012, o número de vítimas fatais foi de 414
 (Mohd Rasfan/AFP)

Passageira lê mensagens de apoio aos desaparecidos do voo MH370: em 2012, o número de vítimas fatais foi de 414 (Mohd Rasfan/AFP)

DR

Da Redação

Publicado em 1 de abril de 2014 às 11h22.

Genebra - O número de mortos em acidentes da aviação comercial em 2013 foi de 210, inferior aos 239 passageiros que estavam a bordo do avião da Malaysia Airlines que desapareceu, confirmou a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata).

Em seu relatório sobre os resultados anuais da aviação comercial em termos de segurança, o organismo disse que no ano passado a taxa de acidentes foi de um a cada 2,4 milhões de voos, considerando nesta estatística unicamente aeronaves construídas em países do Ocidente.

Em 2012, o número de vítimas fatais foi de 414. No entanto, ocorreram 81 acidentes em 2013, contra 75 no ano anterior. Apesar do aumento, o número se manteve abaixo da média do período 2009-2003, que foi de 86 acidentes, sendo 16 fatais.

Em 2013, as companhias aéreas transportaram mais de três bilhões de passageiros, em 36,4 milhões de voos.

"A segurança é nossa maior prioridade. A indústria da aviação está unida no compromisso de que voar seja cada vez mais seguro", declarou o diretor-geral da Iata, Tony Tyler, em comunicado distribuído em Genebra, sede do organismo.

Os dados foram divulgados no momento em que 26 países participam da busca pelo Boeing 777 da Malaysia Airlines, que fazia a rota Kuala Lumpur-Pequim e desapareceu há mais de três semanas sem deixar rastro.

Sobre o sumiço do voo, Tyler considerou que a indústria aeronáutica, os reguladores e todos os que participam do negócio do transporte aéreo estão "no começo da odisseia para desvendar o mistério, entender suas causas e encontrar caminhos para garantir que isso não volte a ocorrer".

Acompanhe tudo sobre:acidentes-de-aviaoBoeing 777Malaysia AirlinesMortesVoo MH370

Mais de Mundo

Enchentes matam mais de 300 pessoas no norte do Afeganistão após fortes chuvas, diz ONU

Confusão e gritos: Como foram os momentos após a colisão de trens que deixou 90 feridos na Argentina

Tempestade solar 'extrema' causa auroras polares espetaculares neste fim de semana; veja imagens

Israel ordena novas evacuações em Rafah e prossegue bombardeios

Mais na Exame