Mercado imobiliário

Prédio residencial terá fachada interativa, com imagens e luzes 24 horas

Painel de 28 andares vai revestir a lateral de edifício no litoral catarinense

Atmos, no Balneário Perequê: luzes serão alteradas de acordo com datas comemorativas, e até mesmo para homenagear o aniversário dos moradores (Inspire Empreendimentos/Divulgação)

Atmos, no Balneário Perequê: luzes serão alteradas de acordo com datas comemorativas, e até mesmo para homenagear o aniversário dos moradores (Inspire Empreendimentos/Divulgação)

Marília Almeida

Marília Almeida

Publicado em 18 de maio de 2022 às 17h27.

Última atualização em 31 de maio de 2022 às 12h06.

Equipamento que costuma fazer parte de imóveis comerciais, a fachada iluminada e interativa será agora inserida em um prédio residencial no litoral catarinense.

O painel de 28 andares vai revestir a lateral do edifício Atmo Haus, lançamento da construtora Inspire. O empreendimento tem 61 apartamentos com 3 suítes e 2 vagas de garagem com pré-instalação para carros elétricos.

O empreendimento está localizado na orla de Balneário Perequê, no município de Porto Belo e a 25 minutos de Balneário Camboriú.

Gostaria de aprender a investir em fundos imobiliários? Acesse aqui o curso gratuito da EXAME Academy em parceria com a B3

As luzes serão alteradas de acordo com determinadas situações como datas comemorativas, e até mesmo para homenagear o aniversário dos moradores do prédio.

Como funciona

Um mordomo virtual irá regular os cenários da iluminação e também a manutenção da fachada, além de acionar o administrador do condomínio quando necessário.

Além dos cenários pré-configurados, outros podem ser pedidos pelo administrador do edifício em contato com a empresa que vai prestar o serviço de gerenciamento da fachada.

Gasto de energia

O painel interativo vai funcionar 24 horas por dia. Toda a iluminação será abastecida pela energia produzida pelo próprio empreendimento por meio da frenagem dos elevadores e painéis fotovoltaicos.

Ou seja, como o próprio edifício vai produzir energia, a iluminação não vai gerar custo extra aos moradores.

A fachada será composta por lâmpadas de LEC microprocessadas econômicas. Segundo a construtora, o painel vai consumir menor energia do que uma máquina de ar condicionado.

Impacto da luz no entorno

Para evitar incômodo aos apartamentos e prédios vizinhos, os pontos de LED que vão formar o painel ficarão dentro de um elemento arquitetônico que protege contra ofuscamentos.

Acompanhe tudo sobre:guia-de-imoveisImóveisMercado imobiliárioSanta Catarina

Mais de Mercado imobiliário

Imóvel de herança: realizar o inventário é obrigatório para a partilha?

Novo prédio em Balneário Camboriú será o maior edifício residencial do mundo, com 509m de altura

Luxo na capital do agro: Goiânia já é o terceiro maior mercado imobiliário do País em VGV

Preço médio do aluguel no país sobe 3,75% no primeiro trimestre; veja valor por capital

Mais na Exame