Marketing

Ser um DJ de prompt e consumir itens sintéticos deve fazer parte do seu futuro

Em palestras de sábado (11) no SXSW, Amy Webb e Rohit Bhargava falaram de tendências e mudanças de comportamento

No dia 11, palestras com Amy Webb (Future Today Institute) e Rohit Bhargava (Non-Obvious Company) trouxeram provocações sobre tendências e mudanças no futuro (Jason Bollenbacher/Getty Images)

No dia 11, palestras com Amy Webb (Future Today Institute) e Rohit Bhargava (Non-Obvious Company) trouxeram provocações sobre tendências e mudanças no futuro (Jason Bollenbacher/Getty Images)

Da Redação
Da Redação

Redação Exame

Publicado em 15 de março de 2023 às 15h03.

Última atualização em 15 de março de 2023 às 15h08.

A futurista Amy Webb, CEO do Future Today Institute, já faz tão parte do SXSW quanto Austin, que sedia o evento desde o começo. Sua palestra é uma das mais disputadas, com filas enormes e muita repercussão depois, especialmente pelo lançamento do relatório de tendências para o futuro. Este ano, a 16ª edição do material destaca por exemplo a tecnologia em ferramentas como o ChatGPT e seus desdobramentos.

Entre tudo que ela apresentou, escolhemos focar em um ponto: a importância de saber conversar com a inteligência artificial. Segundo a profissional, a IA generativa será incorporada a cada vez mais aplicações e precisamos saber lidar com isso.

https://www.instagram.com/p/Cpuz-0PjPDJ/

Uma das formas é saber como fazer um prompt, ou seja, saber formular boas perguntas para o software. A forma e o nível de detalhe da sua pergunta muda a qualidade da resposta. Por isso é necessário ser específico e estruturado, além de seguir o conceito de follow-up questions: pensar em uma sequência de perguntas. O recado é claro: o quanto antes você aprender a se tornar um “DJ de prompt”, melhor.

Para conhecer mais sobre a Amy e seu trabalho, você pode ver uma entrevista que ela deu durante o evento.

yt thumbnail

Também com olhar para tendências e transformações de comportamento da sociedade, outra palestra que marcou o sábado (11) deixou muita gente refletindo sobre o que podem ser hábitos simples, como comer e vestir, no futuro.

Antecipar o que pode ser amplamente adotado não é simples, mas Rohit Bhargava, da The Non-Obvious Company, geralmente aborda temas assim. E nessa edição do SXSW, ele trouxe algumas provocações bem próximas do dia a dia das pessoas.

Inspirado no seu novo livro “The Future Normal”, ele apresentou uma perspectiva do que pode ser o novo normal. Por exemplo, e se as coisas “falsas” fossem boas? Na palestra “15 tendências não óbvias moldando nosso futuro normal”, ele fala de produtos sintéticos e seu grande potencial de melhorar o meio ambiente e nossas relações.

https://www.instagram.com/p/CpxXm4_Dupi/

Entre as empresas citadas estão a Upside Foods, que desenvolve carne a partir de célula animal sem precisar abatê-lo, e a VitroLabs, que a partir de uma biópsia consegue produzir milhares de metros de couro. Saiba mais sobre o trabalho do curador de tendências.

Acompanhe tudo sobre:SXSWInovação

Mais de Marketing

Campanha eleitoral americana ganha nova narrativa após atentado e foto de Trump

Google integra avaliações do Reclame Aqui à plataforma de Shopping no Brasil

Como a marca Sol de Janeiro se tornou sucesso entre as gerações Z e Alpha

ChatGPT da Ypê: assistente virtual tira dúvidas sobre cuidados com a casa

Mais na Exame