Minhas Finanças

Os melhores pacotes de TV para ver Peppa Pig e outros desenhos

Estudo da Proteste mostra que é possível economizar até R$ 520 por ano com planos de TV por assinatura para crianças

Crianças vendo TV: Serviços como Netflix são melhor opção para os pais (Wavebreakmedia/Thinkstock)

Crianças vendo TV: Serviços como Netflix são melhor opção para os pais (Wavebreakmedia/Thinkstock)

Anderson Figo

Anderson Figo

Publicado em 3 de outubro de 2017 às 12h00.

Última atualização em 3 de outubro de 2017 às 12h00.

São Paulo — Seus filhos amam assistir aos episódios de Peppa Pig ou de outros desenhos, como Backyardigans? Calma, você não precisa gastar rios de dinheiro para ter um pacote completo de TV por assinatura apenas para garantir a diversão dos pequenos.

Levantamento da associação de consumidores Proteste avaliou o custo-benefício dos planos de TV por assinatura exclusivos para crianças —aqueles que incluem apenas os canais com programação infantil— disponíveis em São Paulo e Rio de Janeiro. O estudo mostrou que é possível economizar até 520 reais por ano com esse tipo de serviço.

Foram analisados os serviços de cinco operadoras: Claro, Net, Oi TV (apenas Rio), Sky e Vivo. A Proteste coletou os preços disponíveis nos sites de cada empresa para a compra de pacotes com os canais Cartoon Network HD, Discovery Kids HD, Nickelodeon HD e Gloob HD. Os preços para combos foram desconsiderados.

Além da coleta de preços, a associação de consumidores também fez uma pesquisa de satisfação com 2997 respostas válidas de usuários dos serviços nos dois estados. Eles avaliaram a qualidade da emissão de imagem, a diversificação de canais, a qualidade dos canais disponíveis, interrupções na emissão do serviço, possibilidade de ver a TV em outros dispositivos, entre outros pontos.

As respostas originaram uma nota geral (de zero a cem) de satisfação para o serviço de cada empresa avaliada. Segundo a Proteste, é considerado um serviço de boa qualidade quando a nota geral de satisfação é igual ou superior a 65.

A escolha certa

Nenhuma das operadoras avaliadas teve uma nota geral de satisfação acima de 65 pontos, mas o serviço que foi considerado pela Proteste como a “escolha certa”, ou o que oferece o melhor custo-benefício ao usuário, foi o plano Mix HD da Claro TV —tanto no Rio quanto em São Paulo.

Além do menor custo mensal, a Claro ficou com a segunda melhor nota de satisfação geral (62) na pesquisa de satisfação da Proteste. O custo mensal do plano é de 129,90 reais, sendo que a operadora oferece uma mensalidade de 59,90 reais nos 4 primeiros meses, um gasto de 1.278,90 reais no primeiro ano do serviço.

A associação de consumidores lembra, contudo, que após 12 meses de utilização, é preciso que o consumidor verifique se a operadora continua sendo a melhor opção para o seu perfil de consumo.

Para o Rio, a Oi TV oferece o TV Mix HD por 149,90 reais, o plano mais caro para os cariocas. Uma diferença anual de 520 reais em relação ao plano mais barato para esse perfil. Já em São Paulo, o plano Ultra HD da Vivo é o mais caro para o perfil com uma diferença anual de 400 reais em relação ao plano da Claro. Veja o resultado final abaixo.

OperadoraPlanoSatisfação geralMensalidadeCusto anual
ClaroMix HD62R$ 129,90R$ 1.278,80
SkyMaster HD63R$ 109,90R$ 1.318,80
NetMix HD60R$ 139,90R$ 1.498,80
VivoUltra HD58R$ 139,90R$ 1.678,80
OiTV Mix HD61R$ 149,90R$ 1.798,80

Avaliação

A escolha errada do serviço contratado pode levar o consumidor a gastar muito mais que o necessário para ter um pacote de acordo com o seu perfil de uso, segundo a Proteste.

“Para esse perfil, os streamings de vídeo podem ser uma boa opção. Além de séries e filmes, eles oferecem também documentário, conteúdo infantil e musical”, diz Rafael Bomfim, técnico e representante da Proteste.

Caso uma família opte por contratar os serviços da Netflix ou da Amazon Prime Vídeo, ao invés de um plano de TV por assinatura, que sai entre 19,90 reais e 37,90 reais mensais, a economia pode ser ainda maior, chegando a 1.560,00 reais anuais no Rio e a 1.440,00 reais em São Paulo.

Acompanhe tudo sobre:PreçosProtesteTVTV a caboTV paga

Mais de Minhas Finanças

Senacon notifica 20 operadoras de planos de saúde por cancelamentos de contratos; veja lista

Febraban orienta clientes a dar prioridade a canais digitais por tragédia no Rio Grande do Sul

Reta final: 13 milhões ainda não entregaram a declaração do IR; veja como declarar

INSS antecipa pagamento da segunda parcela 13º para aposentados do Rio Grande do Sul

Mais na Exame