Acompanhe:

App permite que você dê caronas em troca de gasolina e IPVA pagos

Zumpy também permite que usuários peguem caronas para ir ao trabalho ou ao jogo de futebol por um preço abaixo do Uber

Modo escuro

Continua após a publicidade
Caronas: Créditos do app podem ser usados em postos Ipiranga ou no IPVA (Stockbyte/Thinkstock)

Caronas: Créditos do app podem ser usados em postos Ipiranga ou no IPVA (Stockbyte/Thinkstock)

J
Júlia Lewgoy

Publicado em 6 de novembro de 2017 às, 05h00.

Última atualização em 6 de novembro de 2017 às, 05h00.

São Paulo - Um aplicativo permite que você dê caronas em troca de gasolina ou IPVA pagos - ou pegue caronas para ir ao trabalho ou ao jogo de futebol por um preço abaixo do Uber. O Zumpy acaba de ser lançado em todo o Brasil e pode ser uma forma para economizar uns trocados no fim do mês.

As viagens de até seis quilômetros custam quatro reais. As rotas de até oito quilômetros custam cinco reais e, a partir de então, sobe um real a cada dois quilômetros. O motorista fica com 90% do valor pago pelo caroneiro e a comissão do app é de 10%.

Ou seja, ao dar carona de ida e volta para quatro pessoas todos os dias até o trabalho, em um trajeto de sete quilômetros, por exemplo, é possível juntar 720 reais em créditos, que podem ser usados paga abastecer em postos Ipiranga ou pagar o IPVA. Em breve, também será possível usar os créditos para pagar o seguro do carro.  

O app começou a funcionar em 2015, em Belo Horizonte, e já é usado por 150 empresas para organizar caronas entre funcionários, mas a maioria dos grupos são formados por alunos de universidades.

A diferença do Zumpy para outros concorrentes é que ele foi pensado para caronas rotineiras dentro das cidades, não para pegar a estrada em viagens fora da rotina.

“Nas cidades, 80% dos carros particulares andam somente com o motorista e 80% dos trajetos são rotineiros. As viagens têm rotas e horários pré-definidos em carros vazios, um grande prejuízo para todos”, explica o arquiteto e urbanista fundador do app, André Andrade.

Diferente do Uber, a ferramenta funciona para caronas planejadas, com o objetivo de encontrar pessoas com rotas parecidas. O motorista cadastra seu trajeto, seus horários e quantas vagas tem no carro e o app esquematiza as caronas. Motorista e passageiro conversam pelo chat para combinar um ponto de encontro. 

“O motorista não presta um serviço, mas compartilha seu carro com vagas vazias. É o Airbnb do carro”, diz o Andrade.  

Por questões de segurança, poucas pessoas se mostram dispostas a dar ou pegar carona com qualquer um, por isso o aplicativo permite selecionar o motorista ou caroneiro por gênero, amigos do Facebook ou outros grupos.

“Você pode criar um grupo privado, só com as pessoas do trabalho, por exemplo, ou moderado, em que a pessoa pede para entrar e você aceita ou não”, explica Andrade.

Últimas Notícias

Ver mais
Isenção de IPVA para veículos com mais de 20 anos avança no Senado; veja Estados afetados
Brasil

Isenção de IPVA para veículos com mais de 20 anos avança no Senado; veja Estados afetados

Há 4 horas

Cuba aumentará o combustível em 500% a partir de 1º de março
Economia

Cuba aumentará o combustível em 500% a partir de 1º de março

Há 22 horas

Sem chatbot por aqui: apps de fotos estão atraindo investimentos milionários
Tecnologia

Sem chatbot por aqui: apps de fotos estão atraindo investimentos milionários

Há um dia

Como os carros voadores podem ser na vida real? Veja vídeo
Tecnologia

Como os carros voadores podem ser na vida real? Veja vídeo

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais