Mercados

Moody's afirma ratings Ba2 e Ba3 do Itaú Unibanco

Os dois ratings foram classificados com perspectiva negativa


	Itaú: Moody's justifica sua decisão ao afirmar que a classificação do banco "reconhece a implicação limitada de sua aquisição do Citi Brasil"
 (Dado Galdieri)

Itaú: Moody's justifica sua decisão ao afirmar que a classificação do banco "reconhece a implicação limitada de sua aquisição do Citi Brasil" (Dado Galdieri)

DR

Da Redação

Publicado em 11 de outubro de 2016 às 20h44.

São Paulo - A agência de classificação de risco Moody's afirmou todos os ratings atribuídos ao Itaú Unibanco, incluindo o rating Ba2, de longo prazo em moeda estrangeira e local, e o rating de depósito Ba3 em moeda estrangeira - ambos com perspectiva negativa. O rating de depósito em escala nacional também foi afirmado em Aa1.br.

Em relatório divulgado nesta tarde, a Moody's justifica sua decisão ao afirmar que a classificação do banco "reconhece a implicação limitada de sua aquisição do Citi Brasil, que preservará a posição do Itaú como líder nos negócios de cartão de crédito e no segmento de alta renda".

"A empresa adquirida possui R$ 6 bilhões em empréstimos, R$ 1,1 milhão em cartões de crédito emitidos, 71 unidades, R$ 35 bilhões em depósitos e ativos sob gestão, uma corretora de seguros e dois pequenos investimentos em ações das empresas Tecban e da Cibrasec", observa a Moody's.

Acompanhe tudo sobre:Agências de ratingBancosEmpresasEmpresas abertasEmpresas brasileirasItaúItaúsaMercado financeiroMoody'sRating

Mais de Mercados

"Se Lula indicar nome pior que Galípolo para o BC, o mercado entrará em pânico", diz Marilia Fontes

Ibovespa sobe e fecha acima dos 121 mil pontos com ajuda de Petrobras (PETR4) e Itaú (ITUB4)

PMIs da zona do euro e dos EUA, repercussão de falas do Lula e Sabesp: o que move o mercado

Elon Musk vai receber bônus de R$ 305 bilhões como remuneração de acionistas da Tesla

Mais na Exame