Acompanhe:

Mineração Usiminas descarta abrir capital no curto prazo

São Paulo - O presidente da Usiminas, Wilson Brumer, reiterou hoje que a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Mineração Usiminas não ocorrerá no curto prazo. "Se o IPO for realizado, não será no curto prazo. Poderemos encontrar também outra forma mais inteligente de agregar valor", disse o executivo. No fim de […]

Modo escuro

Continua após a publicidade
EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

C
Chiara Quintão

Publicado em 10 de outubro de 2010 às, 03h45.

São Paulo - O presidente da Usiminas, Wilson Brumer, reiterou hoje que a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) da Mineração Usiminas não ocorrerá no curto prazo. "Se o IPO for realizado, não será no curto prazo. Poderemos encontrar também outra forma mais inteligente de agregar valor", disse o executivo. No fim de junho, ao comentar o anúncio da criação da Mineração Usiminas, Brumer disse que não havia data definida para uma eventual abertura de capital da empresa de mineração.

Hoje, o presidente da Usiminas voltou a dizer que a prioridade em relação à empresa de mineração já era a busca de um parceiro. No fim de junho, a Usiminas anunciou a criação da Mineração Usiminas e que a Sumitomo terá 30% de participação na empresa.

Brumer ressaltou que a Usiminas mantém o objetivo de alcançar a autossuficiência em minério de ferro, embora tenha afirmado que as unidades de Ipatinga "serão sempre supridas preferencialmente pelo minério da Vale", na medida em que estão na rota da estrada de ferro da mineradora. "Mas quando produzirmos 29 milhões de toneladas de minério em 2015 e exportarmos parte do total, teremos uma proteção natural", disse.

Preços

O vice-presidente de Negócios da Usiminas, Sergio Leite, afirmou que, "em algum momento", haverá necessidade de novo reajustes de preços de aço para compensar as altas das principais matérias-primas, mas não informou se isso será realizado ainda este ano. Questionado se um novo anúncio de aumento seria feito para o quarto trimestre, o presidente da companhia, Wilson Brumer, afirmou que ainda é "prematuro" dizer.

No último dia 20, a siderúrgica informou que elevará o preço de referência de seus produtos de 3,5% a 6% a partir de 1º de agosto. Conforme Leite, o reajuste anunciado vai compensar apenas parcialmente a nova elevação de custos decorrente das altas do minério e do carvão. O vice-presidente de Negócios reiterou que a mudança dos reajustes do minério do sistema anual para o trimestral levou a companhia a alterar a forma de realizar seus reajustes.

Últimas Notícias

Ver mais
O plano de 100 dias da Sabesp para o pós-privatização
Exame IN

O plano de 100 dias da Sabesp para o pós-privatização

Há 19 horas

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração
ESG

Startup desenvolve solução feita com resíduos para captar CO2 da mineração

Há 23 horas

As melhores ações que pagam dividendos indicadas para abril
seloOnde Investir

As melhores ações que pagam dividendos indicadas para abril

Há um dia

Produção industrial cresce em 16 de 18 locais pesquisados em fevereiro de 2024, diz IBGE
Brasil

Produção industrial cresce em 16 de 18 locais pesquisados em fevereiro de 2024, diz IBGE

Há um dia

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais