Acompanhe:

Ibovespa salta 3,79% e mundo vive um dia de alívio

O índice Dow Jones, o mais acompanhado em Wall Street, disparou 3,95%

Modo escuro

Continua após a publicidade
As preocupações com os bancos franceses diminuíram nesta quinta-feira (Wikimedia Commons)

As preocupações com os bancos franceses diminuíram nesta quinta-feira (Wikimedia Commons)

G
Gustavo Kahil

Publicado em 11 de agosto de 2011 às, 18h24.

São Paulo – Em mais um dia de fortes emoções, a bolsa brasileira disparou mais uma vez. O Ibovespa, o principal da BM&FBovespa, disparou 3,79%, a 53.343 pontos. Os investidores reagiram bem ao anúncio de que o mercado de trabalho americano recebeu menos pedidos de seguros-desemprego na última semana do que era esperado.

O indicador initial claims mostrou uma queda de 7 mil no número de pedidos de seguro-desemprego no país, para 395 mil. O consenso do mercado apontava para uma alta de 7 mil pedidos. O índice Dow Jones, o mais acompanhado em Wall Street, disparou 3,95%, a 11.143 pontos. O Nasdaq 100 ganhou 4,69%, aos 2.492 pontos e o S&P 500 avançou 4,63%, para 1.172 pontos.

/libc/player/liquid3.swf

Na Europa, as principais bolsas da região subiram após o anúncio de que o presidente da França, Nicolas Sarkozy e a chanceler alemã, Angela Merkel, irão se reunir na próxima terça-feira para discutir a governança na Zona do Euro e outras questões internacionais.

Em Londres, o índice FTSE100 terminou o dia em alta de 3,11%, a 5.162 pontos. Na Alemanha, o índice DAX avançou 3,28%, para os 5.797 pontos. Em Paris, o CAC-40 subiu 2,89%, para 3.089 pontos. Na Itália, o MIB ganhou 4,1%, para 15.277 pontos. Na Espanha, o Ibex se recuperou em 3,56%, a 8.249 pontos.

Enquanto isso, os reguladores da França e da Itália podem ser os próximos países a tomar medidas para excluir ou diminuir a atuação dos investidores que operam a descoberto, afirma a CNBC, que cita fontes de ambos os governos. As decisões podem ser divulgadas na noite desta quinta-feira (11).  Autoridade Francesa de Mercados (AMF) disse em um comunicado publicado hoje que o funcionamento normal dos mercados está alterado pela divulgação de "rumores infundados sobre os valores financeiros" cotados na bolsa de Paris.

Usiminas e Eletropaulo

Os principais destaques do pregão de hoje foram as ações da Usiminas e da Eletropaulo. Do lado positivo, os papéis preferenciais de classe A (USIM5) dispararam 16,01%, para 12,61 reais. As ordinárias (USIM3) acompanharam e também avançaram 16%, para 29 reais.

A Eletropaulo terminou com a maior queda da bolsa. As ações da distribuira recuaram 5,75%, para 29,51 reais, após a empresa cortar a distribuição de dividendos de 100% do lucro para 50%, o que decepcionou o mercado.

“Houve uma surpresa negativa na redução do pagamento de dividendos”, escreveram os analistas da Bradesco Corretora Vladimir Pinto e Marcelo Sá, em nota a clientes.

Últimas Notícias

Ver mais
Embraer (EMBR3) sobe 4% após superpedido da American Airlines
seloMercados

Embraer (EMBR3) sobe 4% após superpedido da American Airlines

Há 19 horas

Ibovespa fecha em queda acompanhando NY e à espera de sinais dos juros nos EUA
seloMercados

Ibovespa fecha em queda acompanhando NY e à espera de sinais dos juros nos EUA

Há um dia

2024 é o ano do Ibovespa? BTG Pactual acredita que sim – e diz que ações brasileiras estão baratas
seloMercados

2024 é o ano do Ibovespa? BTG Pactual acredita que sim – e diz que ações brasileiras estão baratas

Há 2 dias

Carteira recomendada do BTG para março tira Vale (VALE3) e amplia exposição a setores mais cíclicos
seloOnde Investir

Carteira recomendada do BTG para março tira Vale (VALE3) e amplia exposição a setores mais cíclicos

Há 3 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais