Fitch reduz rating da Nokia para um degrau acima de "junk"

A expectativa de maiores perdas do market share é uma realidade da empresa de tecnologia

Os clientes da Nokia estão fugindo mais rápido do que o esperado, enquanto a companhia finlandesa se encontra no meio da mudança de seu software para smartphones (Jens Koch/Getty Images)

Os clientes da Nokia estão fugindo mais rápido do que o esperado, enquanto a companhia finlandesa se encontra no meio da mudança de seu software para smartphones (Jens Koch/Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 7 de junho de 2011 às 14h36.

Tallinn - A agência de classificação de risco Fitch cortou sua avaliação para os bônus emitidos pela Nokia para um degrau acima de "junk", como são chamadas as notas sem grau de investimento, diante de perspectivas negativas para a empresa à medida que a fabricante de celulares perde market share.

A Nokia alertou na semana passada de que as vendas de celulares no segundo trimestre ficarão substancialmente abaixo de sua previsão original. A companhia também abandonou a estimativa de resultados para este ano, culpando as condições difíceis na China e na Europa.

Nesta terça-feira, a Fitch cortou o rating de longo prazo da Nokia para "BBB-", ante "BBB+".

Os clientes da Nokia estão fugindo mais rápido do que o esperado, enquanto a companhia finlandesa se encontra no meio da mudança de seu software para smartphones, do atual sistema Symbian para o Windows Phone, da Microsoft.

"O ritmo de deterioração avançou desde que a Nokia decidiu mudar para um sistema operacional alternativo, e parece que consumidores estão se desfazendo desses aparelhos por versões mais baratas ou de alto nível do Android (do Google), ou de smartphones da Apple", disse o analista Stuart Reid, da Fitch, em comunicado.

As ações da Nokia caíram 1,54 por cento, para 4,48 euros.

Mais de Mercados

Por que a NTN-B do Tesouro está pagando IPCA+6? Veja se vale a pena investir

Dólar volta a subir com tensões fiscais e expectativas nos mercados internacionais

Ibovespa sobe puxado por Petrobras (PETR4) com distribuição de dividendos no radar

Dividendos da Petrobras, Vibra, balanços, IPCA-15 e PCE: os assuntos que movem o mercado

Mais na Exame