Acompanhe:

Falta de chuvas secam apostas em queda da inflação

Estimativas dos operadores para a inflação anual até 2015 subiram 0,15 ponto percentual neste mês, para 5,85 por cento, empurrando o spread acima da taxa real

Modo escuro

Continua após a publicidade

	Títulos do Tesouro que protegem investidores da inflação subiram para patamar recorde este mês, acompanhando a queda nos reservatórios das usinas hidrelétrica
 (EXAME)

Títulos do Tesouro que protegem investidores da inflação subiram para patamar recorde este mês, acompanhando a queda nos reservatórios das usinas hidrelétrica (EXAME)

B
Blake Schmidt

Publicado em 10 de janeiro de 2013 às, 07h58.

São Paulo - A falta de chuvas no Brasil, País que tem 85 por cento da matriz energética em usinas hidrelétricas, ameaça aumentar os custos de energia e inviabilizar o projeto da presidente Dilma Rousseff para ressuscitar a economia sem agravar a inflação.

Títulos do Tesouro que protegem investidores da inflação subiram para patamar recorde este mês, acompanhando a queda nos reservatórios.

Com menos água, aumenta o risco de as usinas hidrelétricas suspenderem suas operações, levando o preço da energia ao maior nível em cinco anos.

Estimativas dos operadores para a inflação anual até 2015 subiram 0,15 ponto percentual neste mês, para 5,85 por cento, empurrando o spread acima da taxa real, de 5,53 por cento, para três vezes a média no ano passado, de acordo com a chamada taxa implícita de inflação.

As chuvas, que foram menos da metade da média histórica em dezembro, estão transformando a escassez de água em um novo obstáculo para um País onde a inflação ultrapassou a meta por 27 meses consecutivos e a economia teve o crescimento mais lento acumulado em dois anos em uma década.

O governo, que está usando o Fundo Soberano e os lucros de estatais para cumprir sua meta de superávit fiscal em 2012, tinha previsto que as tarifas de energia mais baixas poderiam ajudar a reduzir a inflação em 1 ponto percentual.

“Essa história de racionamento de energia é uma má notícia para a inflação e uma má notícia para o crescimento”, disse Tony Volpon, chefe de pesquisa para as Américas da Nomura Holdings Inc., em Nova York.

Últimas Notícias

Ver mais
Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros
Economia

Os recados de Campos Neto: aumento de incertezas e o risco de fim do ciclo de queda de juros

Há 6 horas

Mudanças climáticas vão cortar PIB global em cerca de R$ 200 trilhões até 2050
ESG

Mudanças climáticas vão cortar PIB global em cerca de R$ 200 trilhões até 2050

Há 6 horas

África do Sul: uso da água da chuva dribla mudanças climáticas em vinhedos
ESG

África do Sul: uso da água da chuva dribla mudanças climáticas em vinhedos

Há 6 horas

Após forte demanda, contratos futuros de bitcoin começam a ser negociados na B3
Future of Money

Após forte demanda, contratos futuros de bitcoin começam a ser negociados na B3

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais